20/10/2021

Primeiras impressões do drama ‘My Country: The New Age’

My Country: The New Age começou e estamos super animada com esse drama.

Mas, então do que fala esse drama. Se liga na sinopse.

“Sinopse: Definido durante o final do período Goryeo para o período inicial de Joseon. Dois amigos apontam suas espadas um contra o outro devido a diferenças de opinião sobre “meu país”.

Seo Hwi é um guerreiro. Seu pai, Seo Geom, é um famoso espadachim. Seo Hwi não compromete quando se trata de injustiça. Sua vida se transforma em uma existência infernal, mas ele ainda mantém um sorriso.

Nam Sun Ho é inteligente e uma figura talentosa. Como sua mãe nasceu na classe mais baixa, Nam Sun Ho é menosprezado por outras pessoas. Ele quer passar no exame do serviço militar. Devido a um escândalo de corrupção envolvendo seu pai, Nam Sun Ho perde seu sonho. Para piorar as coisas, ele entra em conflito com Seo Hwi por um mal-entendido.”

Tivemos dois episódios lançados até agora. E já deu para causar todos os sentimentos possíveis. Choro, riso, raiva, ódio, angústia, dentre outros. O que mais nos deixou revoltadas foi à traição na amizade que o Seo Hwi sentia pelo Nam Sun Ho. Pelo que deu para perceber de My Country, embora seja um drama denso, não teremos encheção de linguiça. Então, já nos primeiros minutos do primeiro episódio você percebe que os protas eram amigos e deixaram de ser. É notório que o Seo Hwi é o mocinho, e o Nam Sun Ho é o vilão, que ele tinha inveja do Seo Hwi. A história começa do passado para o presente. Há uma volta no tempo de 10 anos e se começa o desenrolar da treta.

Nessa linha mais direta, embora a tag no mydramalist tenha triângulo amoroso, você percebe que pode ter na “história” (pois o Nam Sun Ho que perde tudo, irá se apaixonar pela Han Hee Jae (interpretada pela

Kim Seol Hyun, que é a prota atrevida e ousada do jeito que gostamos, mas entre os personagens não terá. Não tem dúvida nenhuma. É guerra. Sem trelele. Desde o primeiro momento você percebe que o Seo Hwi e a Han Hee Jae se gostam. No segundo episódio rolou o primeiro beijo deles. E quando isso acontece é sinal que terá muito sofrimento.

O primeiro episódio foi bom, mas o segundo foi excelente. Muitas coisas rolaram e outras já ficaram mais claras. Muitas cenas para fazer chorar. Vou citar apenas duas. Uma cena mostra a mãe da Han Hee Jae sendo morta quando ela era uma criança. Ela seria morta em seguida. Quando isso está prestes a acontecer, o pai do Seo Hwi aparece como um ninja e a defende. Foi tão bem gravada. Por um momento você pensa que ela vai ser atacada e o pai dele a salva bem no momento. E o diálogo após isso? “Você deve lutar, mesmo que o seu inimigo pareça ser maior que você. Só assim você poderá sobreviver”.

Outra cena foi a do Seo Hwi sendo apanhado pelo “exército” da época. O pai do Nam Sun Ho acredita que o Seo Hwi sabe que ele comprou o “fiscal” da luta entre os dois, pois o viu “comemorando” de maneira suspeita, e o denunciou (No final, o cara vai sofrer tudo de maneira injusta, pois não foi ele que denunciou o corrupto, mas sim a Han Hee Jae). Os protas estavam lutando para conseguir uma vaga. Isso ocorria como um campeonato de verdade, então no final ficou apenas os dois. Quando o juiz tinha dado por encerrado com a vitória do Seo Hwi, o Nam Sun Ho consegue levantar e acerta a sua cabeça. Em qualquer lugar, isso não valeria, mas o Nam Sun Ho sai como o ganhador. Então, o pai dele acha que o Seo Hwi sabe que tudo foi armado, e pede para o “exército” prender com a desculpa que ele não pagou uns impostos. Quando o Seo Hwi é preso ele comenta com um “soldado”:“Chama o Nam Sun Ho ele é meu amigo, peça para ele ver se minha irmã está bem. Por favor, por favor!”. Então, o guarda responde: Você é realmente amigo do Nam Sun Ho? Pois ele foi o único que te colocou aqui.” Toda a sequência dessas cenas, tanto da luta como da prisão do Seo Hwi foram de matar.

Dois episódios muito bons. Envolventes. História densa e que promete. Só esperamos que a escritor (a) consiga manter o ritmo. É um escritor (a) totalmente novata. Então, a probabilidade de perder a mão é grande.

Ficamos tensas e maravilhadas com a qualidade do roteiro e atuação dos atores. Principalmente com a do Yang Se Jong. Um dos últimos drama dele tinha sido 30 but 17. É impressionante como nem parece à mesma pessoa.

Enfim. Nossa nota para um começo é 10/10. Vamos ver quanto será a nossa nota no final do drama.

E vocês? Quem está acompanhando? O que acharam desse drama?

Conta para nós.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores originais e não refletem necessariamente a opinião das Coreanas de Taubaté.

Aline Silva
Aline Silva

31 anos. Fundei às Coreanas de Taubaté em Março de 2019. Entre idas e vindas sou dorameira há mais de 4 anos. Meus estilos preferidos são os Melodramas e Slice of Life. Meus dramas preferidos são: My Mister, Mother, SKY Castle e Thank You.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: