28/10/2021

Resenha: Twenty Again

Ficha Técnica:
Nome: Twenty Again / 20 Novamente 우리들의천국
Diretor: Kim Hyung Shik
Escitor: So Hyun Kyung
Rede: tvN
Episódios: 16
Data de lançamento: 28 de agosto de 2015 a 17 de outubro de 2015
Idioma: Coreano
País: Coréia do Sul

Sinopse: Ha No Ra era uma jovem que sonhava em ser dançarina, mas aos 19 anos ela conheceu o seu futuro marido e inesperadamente se tornou mãe. Atualmente, ela tem 38 anos e passou sua vida dedicando-se ao marido e filho. Ha No Ra decide entrar em uma universidade para compensar o tempo perdido e acaba na mesma faculdade que o seu filho, agora ela tem que a oportunidade vivenciar seus 20 anos novamente.

Esse texto será resumido na minha opinião pessoal mais com uma leve ponta de recomendação. Pode conter alguns spoilers.

Twenty Again é um drama lançado em 2015, ou seja, faz um tempinho desde o seu lançamento. Confesso que nunca tinha ouvido falar sobre o mesmo, até ele ser disponibilizado no catálogo da Netflix. A inclusão desses dramas na Netflix está expandindo muito esse mundo dos dramas aqui no ocidente, ponto positivo. De resto, essa adição me possibilitou a estar escrevendo esse texto. Sem mais, vamos para a resenha.

twenty again 1.jpg

Começarei esse texto com uma reflexão. “Será que a idade é um ponto importante nas nossas vidas a ponto de nos limitar? Ou será que ela é apenas uma representação numérica de quantas vezes dermos uma volta ao redor do Sol?”

Vinte novamente é um drama que retrata uma combinação de vida e realidade, o mesmo faz isso muito bem ao longo dos 16 episódios. No começo somos apresentados à Ha No Ra, uma mulher de quase 40 anos que dedicou toda sua vida a seu filho e marido, uma vida monótona, porém, infelizmente, muito comum. Um fato importante de se citar é que a escritora tenta, a todo momento, nos manter na linha da realidade, ela nós mostra isso de forma nua e crua. Ponto muito positivo na minha opinião, pois poucos dramas retratam a realidade como ela é, quando o fazem, precisam ser destacados.

HA NO RA (CHOI JI WOO)

twenty again 2.png

Ha no-ra é a protagonista do drama e já falei um pouco sobre ela no início do texto. Uma mulher cheia de sonhos que teve que ser interrompidos por causa de sua família. Depois de descobrir erroneamente que estava com um câncer terminal e por alguns outros motivos, relacionados à sua família, ela decide que quer vivenciar uma única e última vez a ida a faculdade. Esses motivos relacionados à família, que citei anteriormente, é exatamente por causa de seu marido, na visão dele, ela não é digna de estar ao seu lado. Por esse motivo ela decide entrar na faculdade para tentar melhorar para ele. Só que ao passo que ela entra na universidade ela acaba se descobrindo como uma mulher independente, coisa que ela nunca vivenciou com o casamento. Com isso, ela vai em busca do tempo perdido e tenta reviver tudo o que não conseguiu por causa dos problemas já citados.

A protagonista é aquele tipo de pessoa que você quer proteger de tudo e de todos. Ela simplesmente dedicou toda a sua vida a sua família e não é reconhecida por isso. Seu marido é um imbecil que não sabe dar valor ao casamento e só se preocupa com status, falarei um pouco mais sobre ele no decorrer desse texto. Seu próprio filho também não ver o que a mãe fez para ele, desprezando a sua decisão de seguir com seus desejos. Mesmo com todas essas adversidades ela encontra força em si mesma e vai em busca de seus sonhos.

Ela nos mostra uma grande lição, lição essa da reflexão no começo desse texto. Nunca é tarde demais para correr atrás dos seus sonhos e de ser feliz.

CHA HYEON SEOK (LEE SANG YOON)

twenty again 3.jpg

Cha Hyeon Soek é o nosso protagonista masculino. Ele é amigo de infância da protagonista e sempre teve uma queda por ela, infelizmente ele nunca conseguiu declarar esse amor, o que o frustrou a sua vida toda. Agora, ele é um professor e renomado produtor. Aquele clichê. Ele agora é bem sucedido, enquanto isso a nossa prota está numa vida sofrida. No início, ele culpa muito a protagonista por ela ter abandonado tudo, abandonado até a sua avó para seguir seu marido em seus estudos na Alemanha e ter abdicado de viver a sua vida e vier para a sua família. Mesmo com tudo isso, ele é o principal responsável pela evolução da protagonista, é como se fosse um crescimento conjunto deles dois.

Ele é um babaca em alguns momentos, mas nada que supere o quão babaca é o marido dela. A combinação dos dois protagonistas é um ponto superpositivo. Lembro de ter torcido muito para eles. O caso dos dois é aquele que o “destino” prega uma peça e os superam, mas depois os junta e dar a oportunidade de correr atrás dos momentos perdidos.

KIM WOO CHUL (CHOI WON YOUNG)

twenty again 2.png

Kim Woo Chul é o marido, detestável, da personagem principal. Ele é aquele tipo de pessoa que não dá valor ao que tem em casa e quando ver que a protagonista está evoluindo, começa a ver a mulher incrível que ela é, só que ele demorou muito para perceber, né? É aquela coisa, não deu valor, perdeu. Aquele ditado “Só damos valor quando perdemos” se encaixa perfeitamente aqui. Fora que ele é iludido demais, lembro que estava vendo junto com uma amiga e as atitudes ilusórias dele nos renderam muitas risadas. É um personagem que nos trás muita raiva, mas também nos arranca várias risadas. Ele não é aquele personagem que você odeia com todas as forças, mas é detestável. O personagem sofreu, e evoluiu no final do drama. Ele percebeu o babaca que era, e assumiu que tinha o transtorno de personalidade narcisista.

OUTROS PONTOS DESSE DRAMA

Romance: O romance demora a engatar aqui e acho que é um dos pontos negativos do drama. Os últimos episódios decaem muito em relação a roteiro, não que isso atrapalhe, ou deixe a história ruim, todavia é muito corrido para poder engatar alguns plots.

Elenco de apoio: Temos ótimos personagens de apoio ao longo do drama que preenchem bem o tempo de tela. Alguns nos fazem ter raiva, outros no fazem ter amor, todos ali são necessários e importantes para alguma parte da história, ponto bastante positivo.

Atuação: Temos atuações bastante aceitáveis. Uma das coisas superpositivas que eu achei e que reforçou bastante a ideia comentada no começo desse texto, é a atuação natural dos personagens, eles nos ambientam muito bem na história fazendo com que a gente queira saber o quanto eles ainda podem evoluir. A química dos protagonistas é algo muito bom. Em poucas cenas muitos atores provam o quão bom eles são.

Reflexões: Como vocês já devem ter percebido o drama nos fazem refletir bastante sobre essa questão de tempo perdido, idade, entre outros pontos. Só por isso eu super recomendo o drama. Sabemos que é raro um drama tratar sobre temas um pouco mais “pesados” como gravidez na adolescência. Esse drama trás alguns desses temas e em nenhum momento é romantizado, é tudo de forma natural e coesa.

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Falando sobre o drama em geral. É um ótimo drama, com ótimas atuações e que nos faz refletir sobre a vida e torcer muito para que a protagonista consiga recuperar todo o tempo perdido e possa ser feliz de verdade. A história é madura e doce ao mesmo tempo, todo o desenvolvimento é muito bem feito, sem exageros.

Nem tudo são flores. Aqui também não seria. O drama tem alguns pontos negativos como, por exemplo, a questão do roteiro se apressar muito nos últimos dois episódios, e o romance demorar para acontecer, e quando acontece deixa aquele desejo de quero mais. Entretanto, ao analisar isso afundo vemos que isso dá uma vida a mais nos episódios, não são de “todo ruim”.

Por fim, é um ótimo drama, super recomendo para quem gosta de uma história madura, coesa e que traga várias reflexões para vida. Todas as pessoas que alguma vez pensaram que não eram capazes de fazer algo por causa da idade, precisam ver esse drama. E ver como a protagonista cresce e vence todos os preconceitos da sociedade. Ela nós prova que idade é apenas um número e que somos capazes de tudo, quando estamos determinados a ir atrás dos nossos sonhos. Um exemplo a ser seguido.

Finalizarei esse texto respondendo aquela reflexão que fiz no início através do que o drama nos mostra ao longo dos seus 16 episódios. Sim! Idade é apenas um número e não devemos nos limitar por causa dela. Nunca é tarde para corrermos atrás do que almejamos, nunca é tarde para fazermos o que gostamos, basta, apenas, querermos.

Minha nota: 8.5.

E ai? Já assistiram “Twenty Again”? O que acharam?


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores originais e não refletem necessariamente a opinião das Coreanas de Taubaté.

Geovane Santos
Geovane Santos

20 anos, 4 de dorameiro. Sempre fui um amante das coisas asiáticas, mas a cultura coreana foi a que mais me cativou. Assisto de tudo um pouco. Sempre gostei de escrever e dar opiniões sobre as coisas e aqui é uma plataforma perfeita para isso. Dramas favoritos: 365: Repeat Of The Year e Designated Survivor: Korea.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: