27/10/2021

Coluna Thaís Navarro: “Your House Helper”

Parei para pensar! “your house helper”: e o consentimento não respeitado

*esse texto contém spoiler moderado de “Your House Helper”

O consentimento da mulher ao ser abordada por um homem, nos dramas, nem sempre é considerado. Se a moça diz não, para o homem é como se ela tivesse dito sim. Não podemos generalizar, mas já faz parte do roteiro de muitos dramas.

Há um tempo, vi essa situação no drama Your House Helper e pude vivenciar pela trama onde apesar do consentimento negado, o homem continuava a avançar.

A moça estava visivelmente bêbada, sentada em um banco após um jantar de empresa, visto com frequência em dramas coreanos. Um cliente da empresa da moça se aproxima com uma garrafa de cerveja e a convida a beber mais. Ela percebe que está tonta e muito bêbada, tentando voltar aos seus sentidos. Quando o cliente entrega a ela, uma caixa de anticoncepcional. Em episódios anteriores ela deixou cair da bolsa após tropeçar.

Ele pergunta se o homem que ele viu com ela é seu namorado. Ela está bêbada e divaga um pouco, mas nega estar namorando alguém e diz inclusive que não tem intenção de se casar.

Nesse momento o homem começa a avançar, deixando claro que suas intenções são fazer sexo com a moça. Ela tenta impedi-lo, negando não só em palavras, mas fisicamente. Ele justifica que gosta de mulheres como ela, que por tomar anticoncepcional buscam parceiros para apenas uma noite, sem o compromisso do relacionamento.

Quando ela se levanta, tentando se defender embora o homem continue a puxá-la, sua chefe vê o que está acontecendo sai em sua defesa. O homem fica agressivo e começa a ofender às duas, fazendo ameaças até mesmo contra a empresa que elas trabalham.

Acontece muito mais nesse episódio e nesse drama na totalidade que valem o seu tempo, mas quis trazer essa situação para refletir sobre a questão do consentimento.

O homem tomou por sim, quando ele viu que ela tomava anticoncepcional. Mesmo que isso não signifique uma resposta afirmando que ela faz sexo casual, no drama ela toma os remédios devido a um problema de saúde. Antes de avançar ele pergunta se ela tem namorado.

Precisamos pensar porque quando a resposta é: “tenho um namorado” é mais fácil de ser aceita por um homem enquanto “não estou interessada” não é levada a sério. Porque o homem consegue respeitar outro homem, mas ignora a vontade da mulher?

Para mim, mesmo que o conteúdo dos dramas estejam na prateleira para serem consumidos como diversão, eles precisam me dar oportunidades de pensar, refletir e até mesmo de gerar uma opinião sobre o assunto. Esse drama trata do assunto de forma muito responsável e satisfatória.

Você deve estar pensando que sou uma daquelas que só vê machismo ou problemas nos dramas, não é mesmo?

Mas não, eu sinceramente penso que temos dramas com muitas qualidades também, mas, infelizmente, essa situação apontada no texto sobre as cenas desse drama podem acontecer com qualquer uma. Ter o direito de negar e ser respeitado por isso é no mínimo uma garantia de liberdade.

O fato de estar bêbada, tomar anticoncepcional ou qualquer outra coisa não anula a escolha de uma pessoa.

No drama a situação é resolvida depois da protagonista lutar por seu direito de dizer não e sofre com represálias. Mesmo assim, ela consegue um pedido de desculpas, uma retratação. Mas na vida real, será que as vítimas conseguem o mesmo? Aposto que você sabe muito bem do que estou falando.

Your House Helper é um drama sobre cura, onde amigos se ajudam e se apoiam ao lidar com os mais diferentes desafios da vida. Permite-nos refletir sobre a sociedade, em geral, mesmo no Brasil, em que o não, pode não significar não em alguns casos.

O que você pensa sobre isso? O que devemos fazer para o consentimento ser aceito?

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: