20/10/2021

Resenha: SKY Castle

— Análise Crítica por Aline Silva —

Ficha técnica:

Drama: SKY Castle (SKY 캐슬)
Diretor: Jo Hyun-Taek
Escritor: Yoo Hyun-Mi
Rede: JTBC
Episódios: 20
Duração: 1 hora e 15 minutos
Data de lançamento: 23 de novembro de 2018 a 1º de fevereiro de 2019
Idioma: coreano
País: Coréia do Sul

Sinopse:

“SKY Castle” segue a vida de 4 mulheres que vivem no luxuoso bairro SKY Castle. Elas tentam fazer seus maridos mais bem sucedidos e criar seus filhos como príncipes e princesas.

Han Seo Jin (Yum Jung-Ah) é casada com o cirurgião ortopédico Kang Joon Sang (Jung Joon-Ho). Eles têm duas filhas. Han Seo Jin parece ter uma vida perfeita, mas ela tem um segredo.

Lee Soo Im (Lee Tae-Ran) é uma escritora de livros infantis. Ela tem um profundo afeto e consideração pelas pessoas. Lee Soo Im é casada com o neurocirurgião Hwang Chi Young (Choi Won-Young). Eles têm um filho.

No Seung Hye (Yoon Se-Ah) é casada com o professor de direito Cha Min Hyuk (Kim Byung-Chul). Seu marido fala sobre justiça e felicidade, mas ele esconde um lado diferente. Um com extremo egoísmo. Eles têm dois filhos.

Jin Jin Hee (Oh Na-Ra) vem de uma família rica. O pai dela é dono de edifícios. Jin Jin Hee admira Han Seo Jin e tenta copiar o que ela faz. Como Jin Seo Jin, Jin Jin Hee é casada com um cirurgião ortopédico, Woo Yang Woo (Jo Jae-Yun).

oh-na-ra.gif

Precisei de dois dias para conseguir escrever algo sobre esse drama. Sabe aquele drama que é tanta informação que você parece que está se afogando? Acompanhei os episódios, e assisti o último no mesmo dia que saiu na Coréia (01/02/2019).

SKY Castle foi um drama surpreendente. Tanto em nível de audiência, pois começou com 1% e chegou em 23% no seu episódio final. Como também em nível de discussão, pois retrata uma temática do cotidiano coreano, que é o sistema educacional Coreano. Além disso, demonstrou a hipocrisia da classe média alta da Coréia e como todos estão usando máscaras. É muito legal acompanhar durante o drama as máscaras caindo. Pode parecer que é uma técnica de certa forma superficial e que é comumente usada, mas em SKY castle envolve toda uma atmosfera, que faz com que as cenas e atuações fiquem com uma tensão fora do comum. Gostaria de frisar que esse drama tem uma vibe 95% dark e humor negro. Eu gostei bastante desse tom. É bem estilo novela mesmo, apesar de tudo acontecer em 20 episódios.

Esse drama demonstra de maneira crua e com um tom de sátira como algumas famílias fazem de tudo para que os seus filhos sejam aceitos nas melhores universidades do país. Na Coréia as três melhores universidades são chama de SKY – S (Seoul National University) K (KAIST – Korea Advanced) e a Y(Yonsei University). O que acaba correlacionando com o nome do drama e com o local que as famílias moram, em casas que parecem castelos (palácios). No drama, o foco foi o curso de medicina da Universidade de Seul, pois a estória girou em torno de casais onde o cônjuge era médico (com exceção do Cha Min Hyuk que era advogado). Já percebeu? Também vai rolar outra temática que coreanos amam muito, que é a tretinha no hospital. Brigapelo poder. Não tão pesado como Life, mas com uma pitada bem interessante, pois embora não seja o foco, acaba afetando toda a estória principal. Aliás, as duas estórias foram bem conectadas de forma que não ficou monótona. Foram bem agrupadas e complementares.

sky.png

“Por que uma criança não pode viver sem uma mãe?
Elas podem… E eu vou ajudá-la a sobreviver.
Minha mãe me jogou na lixeira.
E agora… Será você que vai jogar sua mãe fora.”

Esse drama também serviu para analisamos as relações humanas, como nem tudo que parece realmente é. Que ninguém conhece realmente ninguém e nem o que de fato outras pessoas podem está pensando. Você já parou pra pensar como as pessoas são fakes? Como algumas coisas que perseguimos a vida toda podem ser sem valor e irreal? Então, se segura na cadeira porque vários plot twists bolados irão rolar.

sky2.jpg

A Han Seo Jin é a mãe da Kang Ye Seo (Kim Hye-Yoon) e da Kang Ye Bin (Lee Ji-Won) e esposa do Kang Joon Sang. Essa casa é um dos núcleos principais desse drama. A estória vai girar em torno de como essa mãe tem um amor, quase uma devoção pela sua filha. Então mostrará como ela acaba fazendo de TUDO (mesmo) para que a Kang Ye Seo consiga a aprovação no curso de Medicina da Universidade de Seul. Ela foca tanto na entrada da filha na universidade, porque além da loucura dela tem a da sua sogra – Madam Yoon (Jung Ae-Ri), que negligencia a educação e afeto com a Kang Ye Bin. Tem uma cena que isso é tão evidente e tão absurdo que chega a causar revolta.

O Kang Joon Sang é um cirurgião ortopédico renomado (e cheio das falcatruas), mas é extremamente ambicioso, fazendo com que ele tente de tudo para conseguir ascender dentro do hospital. E isso vai lhe custar caro. Muito caro. Assista e se segure na cadeira (e as lágrimas) porque vai render cenas tristes, mas maravilhosamente memoráveis. Só um adendo sobre essa família. Não podemos deixar de falar da Madam Yoon. Vendo esse casal e a forma como a mãe dele influencia a vida deles e de toda a sua família, você percebe o quanto é danoso você ser “orientado” por alguém que coloca a sua vontade sobre terceiros. É assustador.

woojoo.jpg

A Lee Soo Im é casada com o Hwang Chi Young e são pais do Hwang Woo Joo (Kang Chan-Hee/Cha Ni). Esse é aquele núcleo da estória que representa o amor e a sintonia nesse drama. Enquanto todos os pais (ou ao menos um pai ou uma mãe querem desesperadamente que seus filhos entrem na universidade e na universidade de medicina de Seul – a mais concorrida do país) esse casal respeita bastante a individualidade do Hwang Woo Joo. Sem pressão, muito good vibes. Não tinha como ser diferente, tanto a Lee Soo Im como o Hwang Chi Young são felizes com as profissões que escolheram, ela uma escritora de livros infantis e ele neurocirurgião. Esse casal entra no drama depois de um plost twist fuderoso no primeiro episódio. A Lee Soo Im com todo o seu espírito de vingança e bondade será quem vai “correr” atrás para elucidar algumas questões a cerca de uma personagem intrigante e que ainda não foi falada até aqui. A Kim Joo Young (Kim Seo-Hyung). E isso renderá algumas cenas bem intrigantes durante os episódios finais do drama.

sky castle gif2.gif

A Kim Joo Young é uma conhecida treinadora-instrutora que juntamente com uma equipe multidisciplinar garante 100% na entrada do seu filho na universidade de Medicina de Seul. Possui uma personalidade extremamente controladora, tanto que acaba interferindo na vida dos seus estudantes e da sua família. Ela estará auxiliando a Kang Ye Seo filha da Han Seo Jin em alcançar a tão sonhada vaga de medicina. As estórias e situações mais absurdas desse drama estarão rodando a Kim Joo Young e a sua loucura em manter os seus 100% de aceitação, podendo envolver de tudo. Desde roubo até morte. Tudo que você possa imaginar. A personagem foi construída com um tom meio gótico, de bruxa. Em alguns momentos a sua simples aparição lhe causa estranheza e um certo medo. Até a atmosfera muda. Essa personagem é, para mim, uma das mais intrigantes desse drama, pois demonstra como você não pode colocar a expectativa da sua vida nas mãos de ninguém. É quase uma psicopata. E age como uma psicopata de fato. Assista e verá. MUAHHH.

sky castle gif3.gif

Seguindo navegando nos residentes do Sky Castle…

sky castle 5.jpg

A No Seung Hye é casada com o Cha Min Hyuk e têm três filhos, os gêmeos Cha Seo Jun (Kim Dong-Hee) eoCha Ki Jun (Jo Byung-Kyoo) e a Cha Se Ri (Park Yoo-Na). Ela é uma dona de casa bem zelosa com a sua família, enquanto ele é um professor de direito bem grosseiro e daqueles bem hipócritas. Para as outras pessoas ele demonstrava ser alguém contido, educado e gentil, mas que escondia uma personalidade bem perversa. Sempre que podia, ele rebaixava a sua esposa, mesmo sem saber cozinhar um ovo (isso nós garantiu muitos risos) e os filhos. Sem spoiler, mas é nessa casa que veremos o maior crescimento em um personagem dos últimos tempos (exagerei, eu sei) com a No Seung Hye.

sky castle gif4.gif

“Você pode ir primeiro”. RAINHA. <3

Ela é a personagem que mais gostei desse drama, pois demonstrou como uma mãe faz de tudo para defender seus filhos da loucura de um pai. É nessa casa que também veremos cenas bem pesadas sobre doutrinação. O Cha Min Hyuk era quase um psicopata e tinha uma fixação sobre os seus filhos cursarem uma renomada universidade.

sky castle oh.jpg

A Jin Jin Hee é casada com o Woo Yang Woo e são pais do Woo Soo Han (Lee Yoo-Jin). Ela é uma dona de casa e ele cirurgião ortopédico. Esse é aquele núcleo cômico do drama. Rola umas cenas muito engraçadas envolvendo todos os personagens, tanto da Jin Jin Hee como do Woo Yang Woo e oWoo Soo Han. No início a Jin Jin Hee até que colocava uma certa pressão no filho, mas durante o drama ela foi amolecendo, e colocando o amor acima da fixação para que o filho obtenha boas notas. Elaé aquelas fofoqueiras, e como toda boa fofoqueira, sempre comete gafes. Então, ela foi aquela pessoa responsável por soltar várias “bombinhas” durante o drama. No entanto, eu achei muito pouco para uma atriz do porte da Oh Na Ra, pois ela é uma excelente atriz. E qual foi o papel majoritário dela durante esse drama? Ser amiga da Han Seo Jin e a copiar em tudo que ela faz. Eu fiquei bem “Wtf” com isso. Confesso. Para nossa sorte, o núcleo dela era aquele núcleo paz e amor (achei até que os atores combinaram). O Woo Soo Han nem cursava o ensino médio. Então, foi mais um núcleo de apoio. Um tremendo desperdício de talento dos três, pois não tinha nenhuma estorinha trágica, ou que iria realmente fazer uma diferença no roteiro. Uma pena.

sky castle gif 5.gif

Pontos altos do drama:

1.Eu adorei a temática do drama. Uma crítica muito bem construída sobre o sistema de ensino coreano, um dos mais pesados do mundo.

2. Que atuações foram aquelas? TODOS os atores, sem exceção, atuaram maravilhosamente bem. Eu até brinquei que em um raio de 3km de onde estava sendo gravado as cenas, as pessoas atuavam bem. Demonstraram todas as emoções que eram necessárias nas cenas.

sky castle gif6.gif

O roteiro esteve 95% do tempo muito bem direcionado. O cenário então nem se fala. Apesar do investimento não ter sido tão alto. Estima-se que por volta de nove milhões de dólares, enquanto Mr. Sunshine foi de quarenta milhões. A OST também esteve impecável. Quando começa a tocar “We all lie”… Segura coração.

Pontos baixos:

1. O final de filme da Disney. Falo um pouco abaixo sobre isso. Tá sinalizado como spoiler. Então, se você é sensível, não recomendo.

Minha nota? 9.5.

Onde assistir? Viki, ondramanice, start fansub e subarashiis fansub.

No Brasil, infelizmente, só aguçou a curiosidade para alguns fansubs traduzirem quando começou a repercussão lá na Coréia e algumas pessoas começarem a “cobrar”. Mas ainda bem que agora tem opções para quem quiser ver esse dramão.

Por trás das cenas. Vídeo fofo com todo o elenco:

Até a próxima! <3

SPOILER

O episódio 20 foi péssimo. Deveria ter acabado no episódio 19. Se você ainda não viu, o episódio 20 foi um final de filme da Disney. Não parecia com o drama que estávamos acompanhando até então, onde continha muito suspense e drama de verdade.

1. A Han Seo Jin que passou o drama todo aprontando, sendo perdoada no final porque ela fez o certo, que foi denunciar a treinadora louca e tirar o Hwang Woo Joo (filho da Lee Soo-Im) da prisão, pois o guri tinha sido preso injustamente. Foi difícil de aceitar. Não citei no post, porque seria spoiler pesado, mas o marido dela tem outra filha, a Kim Hye Na (Kim Bo-Ra). A Han Seo Jin não conta ao marido que encontrou a moça. Por circunstâncias do destino a Hye Na acaba indo morar na casa da Han Seo Jin. O segundo plot twist desse drama ocorre com a morte da Kim Hye Na, a mando da Kim Joo Young. Acontece que ela ainda é socorrida (ela foi empurrada de um primeiro andar), e chega ao hospital com vida, mas o Kang Joon Sang precisa escolher entre ela e o neto do diretor do hospital. E quem ele acaba escolhendo por causa da sua tentativa em conseguir uma vaga como diretor (se não me engano)? Sim, ele escolheu salvar o neto do diretor. Sem saber, ele acabou negligenciando a filha que acaba falecendo. A Han Seo Jin estava no hospital, sabia de tudo e não falou nada. Fora tudo que ela aprontou com a Kim Hye Na antes da sua morte. E no final não aconteceu nada com ela? Não dá, não dá.

sky catle gif7.gif

“Mrs. Han, você não vai se arrepender disso?”

2. A Lee Soo Im indo na prisão levar a filha da Kim Joo Young para visitá-la. Uma cena totalmente irreal. Qual a possibilidade de alguém colocar, injustamente o seu filho na cadeia, e você ser tão carinhosa assim com a filha da tal criminosa? Nenhuma.

3. O Cha Min Hyuk em uma vibe diferente do que ele apresentou durante 19 episódios. E foi muito estranho.

4. A mãe do Kang Joon Sang foi outro detalhe a parte. Como que nada aconteceu com aquela senhora? Nadinha. Pareceu que nem um arrependimento.

5. Eu não curti muito como a No Seung Hye se comportou com relação a Cha Se Ri. A guria era daquelas mentirosas, mas como é um drama, vamos dizer que a guria aprendeu com os seus erros. Em nenhum momento ela deu uma coça merecida porque a guria mentiu. A mentira? Dizer que iria estudar nos EUA na universidade de Harvard, mas na verdade estava curtindo as boates americanas. Achou pouco? Os pais ainda deveriam pagar uma multa de mais de 60 mil dólares, pois ela mentiu e usou o nome da universidade.

Infelizmente o último episódio deixou muito a desejar, foi uma chuva de clichês idiotas. Creio que isso possa ter acontecido devido a dois fatores. Primeiro, a um spoiler (vazamento) do episódio final e a roteirista decidiu mudar em cima da hora. Ou, devido a pressão popular por terminar algo mais light. De verdade, não acredito nessa hipótese, pois o final foi muito questionado pelos coreanos. Uma pena, pois esse drama vinha muito maravilhoso até o penúltimo episódio.

No entanto, ainda classifiquei como 9.5 no My Drama List.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: