27/10/2021

Resenha: Kiss Me Again (LARKON)

— Análise Crítica por Aline Silva —

Kiss me Again é um daqueles lakorns que tinha tudo pra ser amorzinho. E foi em partes, mas eu esperava mais. Então, bora, que eu vou problematizar tudo (brinks).

Kiss me Again é centrada na história das irmãs mais velhas de Sandee e Sanrak (que é o foco de Kiss me) (Sanwan, Sanson e Sansuay) e seus respectivos pares. Antes de assistir me veio a pergunta se esse drama é a continuação de Kiss me ou não. Procurei em vários locais, e a pergunta era geral. Por fim, li no mydramalist que não é, e decidi arriscar. De fato não senti a necessidade de ter assistido a outra, pois não tinha menção a Kiss me (pelo menos pra mim).

Vou comentar alguns pontos desse drama. O mesmo é focado em quatro histórias principais.

  1. Sanwan e o R. Para mim, esse é o casal principal dessa série. E olha que eu tenho que dá o braço a torcer. Eu já tinha visto ambos em hormones, e os dois estão bem melhores – em atuação – (que já achei boa em hormones). Eu amei o casal. Adorei ver ambos fazendo papeis mais maduros, mais velhos. A história desse casal é centrada no fato de que o pai dele e a mãe dela querem que os dois iniciem um relacionamento (bem arranjado mesmo). E é assim que eles se conhecem. Ele é um médico pirado, e ela nerd (daquelas que usa óculo fundo de garrafa, mas de personalidade forte). Quer clichê mais maravilhoso que esse? O pai dele quer que ele comece um relacionamento com a Sanwan porque ela é uma moça “de família” (estudiosa e a mãe é rica tem que frisar isso) e o filho só gosta de se relacionar com mulheres, digamos, “atrevidas”. Achei a história deles bem construída. Sem coisas sem fundamento, e com uma química boa. Vale a pena o shippp!
  2. Sanson e Matt. Eles se conhecem desde pequenos e cresceram juntos. O Matt considera a Sanson como uma irmã. Ele é um dentista e a Sanson é uma estudante universitária. A mãe dele sabendo dessa amizade contrata a Sanson para descobrir o grande mistério se o seu filho é gay ou não. E então, começa uma saga da Sanson em criar situações mega constrangedoras (foram horríveis), e que me deram muita vergonha alheia. Sério. Não achei legal e sim invasiva. E ai rola a maior contradição desse drama. [spoiler] Você tem certeza que ele é gay, pois ele se demonstra muito mais a vontade com homens do que com mulheres (nos “testes” feitos por ela), mas no final ele acaba dizendo que não é, e começa a namorar com a Sanson. Não sei, mas para mim esse plot foi só para agradar uma platéia (foi o que ficou parecendo). Até rola umas ceninhas dele protegendo ela de um stalker, mas que não me convenceram de jeito nenhum. Hahaha.
  3. Pete e o Kao. Esse casal é o casal BL desse drama. Eu também gostei bastante da sintonia e da atuação do casal. Começa com aquela raivinha. Te odeio daqui, te odeio dali, mas mostra a mudança do Pete em aceitar a sua opção sexual, e como esse relacionamento o faz crescer como ser humano em todos os sentidos. Apesar desse drama conter um casal gay, não era o foco dessa série (pelo menos não para mim), então achei as cenas bem mais leves de que outros lakons com essa temática, e eu adorei a pegada, pois as cenas ficaram ótimas. Valeu o shipp. Tanto que o Pi fansub disponibilizou apenas as cenas deles. No entanto, como nem tudo é unânime, muitas pessoas não gostaram do casal, talvez porque foi morno demais.
  4. Sansuay e So. Esse é casal mais sonolento desse drama. Eu não conhecia essa atriz, mas já tinha visto esse rapaz em outros dramas (BLs) e a atuação dele sempre foi mais ou menos. O So passa todo o drama correndo atrás dela, como um babaca, mas até agora não entendi bem o porquê ela não o aceitava novamente, pois eles já tinham namorado anteriormente. Acredito que foi devido ao fato dele ser mais novo, mas o rapaz a amava. Enfim. Não tenho muito o que comentar sobre esse casal e essa história. Só me deu sono, e vontade de passar as cenas deles (hahahaha). Ah, no final acabaram juntos. Pelo menos isso.

De maneira geral, eu achei esse drama bonzinho e minha nota no mydramalist foi de 7.0.

Onde assistir? Pi fansub.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores originais e não refletem necessariamente a opinião das Coreanas de Taubaté.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: