27/11/2021

Resenha: Pretty Man

— Análise Crítica por Aline Silva —

Comecei a assistir Pretty Man há muito tempo atrás quando viajei para a China (Agosto de 2018). Quem me conhece sabe que não sou fã de dramas chineses, mas como no Netflix tem bastante, acabei chutando nele e rezando para ser uma boa alternativa durante a minha viagem de quase 3 dias. Tinha baixado uns episódios e assisti os disponíveis, e só vim acabar ele por esses dias. Também tenho a péssima mania de terminar os dramas que começo. Pode demorar uma vida, mas termino. Então, sem mais delongas e lengas-lengas.

Mas vamos deixar de papo e falar sobre esse drama boladinho.

Pretty Man é um drama adaptado de um novel. A história é centrada no Lu Jin Nian (LJN) e Qiao An Hao (QAH) que se “desencontram” durante 13 anos. Isso mesmo… 13 ANOS. Na verdade, eles convivem durante todos esses anos, mas nunca falaram do seu sentimento um pelo outro. Há vários desencontros entre os dois (o que faz com que esse drama se torne um tantinho cansativo). No entanto, devido à circunstância do destino, eles têm que fingir que estão casados. Como isso acontece se eles não ficam “oficialmente” juntos em 13 anos e rola vários desencontros? Só vai lendo…

Primeiramente, eu gostaria de comentar que eu achei esse drama um pouco confuso no início, pois ele começa do presente e só depois mostra o passado. Não sei se os escritores queriam despertar a curiosidade, mas apenas me deixou um pouco confusa.

LJN (Pretty Man) e QAH se apaixonam ainda adolescentes (em um dia chuvoso que ambos se alojam em frente a um restaurante) e rola aquele amor a primeira vista. Durante 13 anos ninguém comenta para o outro o que de verdade sente (aquele lance de drama). Ambos sabiam desde o começo, mas a vergonha e o medo da rejeição fizeram com que ambos omitissem o real sentimento. O LJN é bastante fechado, não é de falar muito. A sua mãe faleceu enquanto ele era criança fazendo com que ele aprendesse a se virar sozinho desde cedo. Quando a sua mãe morre, ele começa a morar com seu pai e com a sua MÁdrasta, que sempre faz questão de frisar que a mãe dele era a amante. Essa mulher é uma víbora, daquelas assassinas. O LJN a odeia e promete vingança no futuro, pois vingança é um prato que se come frio (MUAHHH).

Assim que começa a universidade, ele se muda para um apartamento e começa a ter a sua independência. Ele promete pra si mesmo que terá muito dinheiro no futuro e que sempre protegerá a QAH e também para se vingar da sua MÁdrasta (óbvio – ódio sempre, porque o rapaz é bolado). Enquanto assiste às aulas, ele começa a trabalhar em um restaurante em meio período. No entanto, tudo muda na sua vida quando é descoberto por um olheiro e é convencido a se tornar ator. Por que o rapaz é o que? Ele é o PRETTY MAN, BABE. A partir daí a sua vida muda completamente. Ele se torna um ator famoso, ganhador de muitos prêmios… Logo após, ele virará um CEO riquíssimo, que produz vários dramas. Enquanto ele vira CEO, a QAH iniciará sua vida como atriz, também para ficar ao lado do Pretty Man.

Enquanto tudo isso rola na vida de ambos, ele sempre estará do lado da QAH, lhe apoiando e a ajudando. Ele pode está no Sul da China e ela no Norte que ele iria a salvar, seja pela falta de dinheiro ou por qualquer outro motivo banal. Gente, não sei vocês, mas no meu país Brasilis, ta na cara que isso é amor, nenon? Pois então… Por exemplo, quando ele ganhou o seu primeiro prêmio de ator revelação, ele sai desesperado da premiação e vai até a casa de QAH (a premiação era em outra cidade, até avião ele precisou pegar). Mas, ao chegar na porta da casa dela quem ele encontra? Isso mesmo a MÁdrasta. É óbvio, gente. Devido a um mal entendido, ela mostra uma fala da nossa mocinha como se estivesse se declarando para o Xu Jia Mu (XJM) (meio-irmão do Pretty Man), mas na verdade ela estava lendo uma carta se declarando para o seu Pretty Man. E a partir desse momento, o rapaz decidiu que não a procuraria mais, que ficaria longe. Bem aquele dramalhão, mas é por pouco tempo, porque amor é amor.

Enquanto isso… Em outro núcleo da “história” há o meio irmão do nosso mocinho (que já citei acima), o filho da MÁdrasta. O playboy vida loka, que não gosta de ninguém, mas como todo playboy tem seu dia de otário, acaba se apaixonando por uma moça bem humilde, que trabalha meio período para ajudar nos custos do hospital do seu pai. Ela faz de tudo, trabalha até de acompanhante para arrecadar o dinheiro. Só que, a MÁdrasta acaba descobrindo esse romance, e oferece dinheiro para a moça sumir. Fez aquela proposta indecente de que “se você deixar meu filho, eu pago as despesas do seu pai”. E ela acaba aceitando. O playboy fica triste, pois ela some sem dá explicações. Eles só irão se encontrar depois de 3 ANOS. Já deu pra perceber que os escritores desse drama-novel não pouparam o tempo, né? Enfim… Depois de 3 anos, ela se torna uma atriz famosa. Ele acaba a vendo na televisão e começa a perseguição, pois ele não a esqueceu. E quer tirar satisfação. Em um dado dia depois de uma briga, ele acaba sendo atropelado (bêbado) e fica em coma. Só que justamente nesse momento, a empresa da família está passando por uma crise e a MÁdrasta só ver uma alternativa… Um casamento arranjado entre o (irmão), o Pretty Man e a QAH, que já estava meio que arrumado, pois a família da QAH possui muito dinheiro. Mas como isso irá acontecer se o rapaz está em coma? Diante disso, essa gênia tem a excelente idéia de casar o LJN e QAH em um casamento falso. Nem sei como, mas ela consegue convencer ambos sobre isso. Na verdade, eles só aceitaram porque já se amavam (sabe aquele brinks, mas é a vera? Hahaha). Mas a cena do casamento foi muito bizarra, pois o LJN estava de mascara. Olha, não sei, mas não acredito que ninguém acreditaria que o LJN era o XJM se isso realmente acontecesse na vida real.

A partir desse momento, o LJN e QAH irão conviver em um casamento falso e vários desencontros irão acontecer, mas terá um encontro sexual. Eles irão se envolver em apenas uma noite e ela irá engravidar. A QAH não vai descobrir que está grávida (outro desencontro desse drama), mas a MÁdrasta sim, pois ela tem pacto com o capiroto. Ai, ela cheia de ódio, pois ela acredita que ambos estão enganando o filho dela (mais um desencontro de informação desse drama). Sabendo da gravidez, a MÁdrasta irá enviar um “presente” para a QAH (que na verdade será um remédio abortivo) e ela vai perder o bebê. A mocinha vai demorar para descobrir disso tudo, pois ela é a mocinha, né gente? Tem que dá um desconto. Mas o Pretty Man não, ele irá descobrir rápido e fará com que a sua vingança seja ainda mais cruel contra a filha do capiroto.

Depois de um tempo o meio-irmão do Pretty Man sai do coma e todo o mal entendido é desfeito. Eles comunicam a ambas as famílias que não gostam um do outro que são apenas amigos (porque a MÁdrasta mentiu sobre isso para todos) e o casamento será acabado. E assim, depois de longos 13 anos o LJN e QAH estarão “juntos” . “Juntos” (entre aspas mesmo), porque esse drama teve um final inacabado que envolve a morte da mãe dele, a MÁdrasta e a QAH e com certeza terá segunda temporada.

De maneira geral, eu achei esse drama bem mediano e minha nota no mydramalist foi de 7.0, pois eu achei bastante cansativo a parte dos desencontros e como a MÁdrasta consegue facilmente enganar todo mundo.

Onde assistir? Netflix.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores originais e não refletem necessariamente a opinião das Coreanas de Taubaté.

One thought on “Resenha: Pretty Man

  1. Nunca vi tanto desencontros numa drama só! Partiu segunda temporada!!!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: