27/11/2021

Hospital Playlist, Hi Bye, Mama! e a música Epitáfio dos titãs nos ensinando grandes lições.

Hoje eu estava assistindo ao episódio 4 de Hospital Playlist que me trouxe um grande pensamento.

AVISO DE SPOILER, esse texto contém vários SPOILERS da trama de Hospital Playlist e Hi Bye, mama!

Ik Jun, Jun Wan e Song Hwa estavam conversando sobre coisas que estavam fazendo mas costumavam não gostar, coisas biológicas que mudaram em seus corpos e como notaram que isso ocorreu de uma hora para outra. Jun Wan não comia cebolinha com Kimchi e de repente começou a fazer isso, Ik Jun disse que ultimamente andava com muita vontade de comer Kongguksu (sopa de leite de soja) e que antes não gostava também. Então Song Hwa soltou a seguinte frase “O gosto muda com a idade” e Jun Wan complementou “Sim, mas não é gradual, muda do dia para noite. De repente”. Song Hwa percebeu que do nada desenvolveu alergia a gatos sendo que nunca havia sido alérgica a nada.

Esse episódio me fez refletir sobre a minha vida também, depois de mudar país, percebi que muitas coisas em mim mudaram. Minha forma de pensar e ver o mundo e minhas crenças. Assim como o Ik Jun e Jun Wan, me vi comendo coisas que antes não gostava, e não foi uma mudança gradativa, simplesmente me vi comendo, e o mais assustador? Eu gostei! Assim como a Song Hwa, percebi que do nada desenvolvi intolerância à lactose, e eu amo leite, trágico não?

No mesmo episódio, eles também comentaram sobre como Seok Hyeong foi o que mais sofreu mudanças, não só em seu comportamento, mas também em sua vida, da noite para o dia ele viu sua vida virar de cabeça para baixo, quando ele recebeu a notícia que sua irmã havia morrido e no mesmo dia descobriu que o pai traia a mãe. Ao longo de todos os episódios podemos perceber como ele era apegado a mãe, sempre tinha compromisso com ela, e a dava prioridade, mas no episodio 4 vimos nem sempre foi assim.

Os três amigos conversaram sobre como ele nunca falava com a mãe e como a tratava muito mal, falava mal dela pelas costas e a chamava de maldosa e assustadora, Jun Wan então acrescentou: “Nunca se sabe como as pessoas vão ficar”. Realmente, nunca sabemos como as pessoas vão ficar, não podemos prever quando uma tragédia vai acontecer e como aquilo vai mudar para sempre nossas vidas e a nossa maneira de enxergar o mundo.

Precisou de todos esses acontecimentos para o Seok Hyeong ter percebido que devia ter amado mais, ter complicado menos e ter trabalhado menos, mas ele enfim tomou uma atitude e resolveu tratar a mãe como ela realmente merece, afinal, ela é a única que ele tem. E eu espero a mãe dele também se liberte de toda a mágoa e seja feliz, pois ela só tem uma vida e precisa dar valor e aproveitar o que ainda se tem para viver.

Hi Bye, mama! Conta a história de uma mãe chamada Yuri que morreu e virou fantasma, e que depois de 4 anos ela tem a chance de voltar a vida por 49 dias para ficar ao lado da filha. A morte dela foi algo bem abrupto e quem ninguém esperava, claro que ninguém espera uma morte, muito menos no caso dela, ela estava grávida e preste a dar a luz. Isso mudou a vida de todos ao seu redor de uma forma tão grande que parecia que dificilmente poderia ser revertido.

O drama inteiro conta história de vários momentos de sua vida e como isso mudou depois de sua morte. Mas o ponto que quero trazer a esse texto foi um momento do episódio 11 no qual Yuri e sua irmã Yeonji brigam porque Yuri usou um vestido da Yeonji, as duas saem na tapa por causa disso. Na cena seguinte aparece Yeonji sentada no chão, chorando e abraçada á um vestido de sua irmã, após sua morte, naquele momento ela deve ter pensando “Devia ter me importado menos com problemas pequenos, ter morrido de amor”. Em momentos assim que podemos perceber que estamos nos importando demais com problemas pequenos e não estamos dando o devido valor a momentos importantes, ou seja, nossa vida toda. Será que estamos realmente dando valor aos que nos cercam?

Às vezes um abraço, um “eu te amo” pode significar muita coisa. Pois quando aquela pessoa não estiver mais ali, vamos nos lembrar dos momentos bons com ternura. Nada nos prepara para uma morte, mas estar com a mente em paz de ter feito o suficiente enquanto a aquela pessoa estava viva, não tem preço. No twitter eu vi um comentário que dizia “Eu nunca mais vou brigar com as minhas irmãs por causa de roupa, eu estou a 33 minutos chorando por causa de ‘Hi Bye, mama!’ E essa cena rasgou meu coração”. É bom ver como essas cenas mudam a forma de pensar de algumas pessoas, drama é para se divertir, mas muitas vezes nos faz pensar sobre a vida e até mesmo tomar novas atitudes com relação ao nosso comportamento.

Acredito que a maioria conheça a música Epitáfio da banda titãs, certo? Aquele refrão que pega na cabeça “O acaso vai me proteger enquanto eu andar distraído, o acaso vai me proteger enquanto eu andar”. Para quem não sabe, epitáfio trata-se daquela mensagem deixada sobre o túmulo, que certo falecido quis deixar de legado aos vivos. Essa música é um recado aos vivos, sobre como devemos aproveitar mais a vida, dar valor aqueles que nos cercam, ajudar mais aos outros. Cada dia que se passa estamos cercados de coisas supérfluas, atolados em trabalho, sempre correndo atrás de mais e esquecendo que o que nos faz feliz são as coisas simples da vida.

Yeojin precisou perder a irmã para perceber que estava ligando para coisas totalmente inúteis. Seok Hyeong precisou perder a irmã e descobrir sobre seu pai para perceber que não estava agindo certo com um das pessoas mais preciosas de sua vida, que é a sua mãe. Jun Wan e Ik Jun se abriram para o novo e resolveram dar uma nova chance para o que não gostavam. Eu precisei mudar de país para me conhecer e dar mais valor a minha família e ao meu país.

Permita-se viver, se abra para o novo, não espere coisas drásticas acontecerem para mudar de vida. Ame sua família, diga todo dia que ama seus pais, irmãos e familiares, afinal eles não estarão ali para sempre. Seja feliz a cada dia, veja o sol nascer, se arrisque mais, morra de amor, julgue menos, chore se for preciso e faça o que der vontade.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores originais e não refletem necessariamente a opinião das Coreanas de Taubaté.

Vivian Kelen
Vivian Kelen

Assisto dramas desde 2018 e “para todos os garotos que já amei” me trouxe até esse mundo. Minha missão nessa terra é espalhar a palavra da dramalandia. Meus dramas favoritos são Black Dog e Stove League. E não se esqueçam, amem Stray Kids.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: