20/10/2021

PARK HAE SOO, UM ATOR DE TALENTO ILIMITADO

É uma adaptação perfeita em campo. Seu território cruzou a linha sem fronteiras, e não há limite para suas capacidades.

O ator Park Hae Soo está mostrando performances para todos os climas em todos os trabalhos, imprimindo a presença do ‘ator Park Hae Soo’. O leque de opções é amplo e a capacidade de digerir está além das expectativas. Ele fez vários trabalhos consecutivos, construindo uma filmografia estável com diferentes gêneros e personagens.

Não é apenas desempenho incorporado. Ele está aproveitando a oportunidade que vem para aqueles que estão preparados. Não haveria personagem sem sentido para nenhum ator, mas Park Hae Soo conseguiu resultados significativos em dramas e filmes. É por isso que os movimentos de Park Hae Soo, que mostram sinais de sucesso garantido nas bilheterias, estão chamando a atenção.

Ele marcou uma nova aparição no “Prison Playbook” da tvN, mas não foi o primeiro drama de sua vida. Antes disso, ele estava em “God of War” e muitos espectadores se lembram de Lee Ji Ran de “Six Flying Dragons”. Obviamente, o título do primeiro papel principal teve um enorme impacto na impressão do nome de Park Hae Soo. No entanto, foi Park Hae Soo quem abraçou a pressão e a responsabilidade e se tornou reconhecido pelo ‘olho de falcão’ Sin Won Ho.

Em seu primeiro filme “Por Quantum Physics: A Nightlife Venture”, ele se transformou em um artista respeitável no filme e ostentava uma face completamente diferente. Lee Chan Woo em “Por Quantum Physics: A Nightlife Venture” transformou levemente o peso único do visual em poder de atuação, e o trabalho foi perfeito para identificar o espectro de Park Hae Soo. Como para provar isso, ele até ganhou o New Male Artist Award no 40º Blue Dragon Film Awards, tornando-o um final perfeito.

E em “Time to Hunt”, lançado no domingo, ele interpretou o perseguidor não identificado do personagem, Han, que oferece uma tensão extrema. Han, um perseguidor não identificado que persegue seus amigos, é uma figura misteriosa cujo tudo é velado. Leva amigos que sonham com um novo futuro a momentos extremos.

Após o lançamento, Han emergiu como a figura mais proeminente em “Time to Hunt”, embora a atenção fosse menor do que a de seus quatro amigos íntimos, Lee Je Hoon, Ahn Jae Hong, Choi Woo Shik e Park Jung Min, antes do lançamento. Liderando a atmosfera arrepiante como o único vilão e solitário, Park Hae Soo é um caçador que desfruta de um verdadeiro “tempo de caça”, preparando o cenário para a “probabilidade”.

Vários diretores de cinema que já assistiram “Time to Hunt” disseram: “Fiquei surpreso com o ator Park Hae Soo. Ele ficou assustador quando apareceu e mesmo quando não apareceu. A existência de Han veio como um medo além da tensão. De fato, no filme em geral, Han faz uma caçada razoável, mas deve estar muito solitário ao atuar. Paixão e esforço foram vistos na tela”, disse ele também.

Park se tornou um ‘homem da Netflix’ não intencional quando “Time to Hunt” foi lançado lá. Após “Persona” e “Time to Hunt”, a próxima filmagem para o qual ele está se preparando é o “Round Six” com Lee Jung Jae. No “Round Six”, Park Hae Soo interpreta Sang Woo, que se forma na Universidade Nacional de Seul em meio ao seu ambiente pobre, mas decide participar de um jogo quando corre o risco de se apropriar de fundos da empresa. Já é único.

Park Hae Soo está trabalhando duro não apenas na Netflix, mas também no drama “Chimera” e no filme “Yacha” e agora tudo o que ele precisa fazer é aparecer. Mesmo que haja muitas pessoas dando conselhos, cabe ao próprio ator finalmente vestir as roupas do personagem e agir. A fonte da crença de que, independentemente do cenário e roteiro, ‘Park Hae Soo fará isso’ é a melhor colheita que o Park fez nos últimos três anos.

Fonte: Hancinema.

One thought on “PARK HAE SOO, UM ATOR DE TALENTO ILIMITADO

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: