27/11/2021

RESUMO – EPISÓDIO 11: THE WORLD OF THE MARRIED

Essa tradução é feita de um resumo em inglês, que foi retirado de um coreano. Então, desconsiderem erros de concordância em alguns momentos, pois os erros já continham na dita tradução. Mas, vamos se bora galera. QUE EPISÓDIO FOI ESSE?

/ 1 /

In-kyu está debruçado e descansando de joelhos, ele diz que se não encontrarmos Ji Sun-woo, então você e eu … nossa vida foi arruinada depois de conhecê-la.

Hyun-soo está todo espancaa e está no chão a alguns metros de distância dele. Ela está inclinada contra um prédio e parece que eles ainda estão em algum lugar do metrô. Apenas em uma área tranquila.

Ele vai até ela e diz a ela, quando “ele” traz o dinheiro, então podemos deixar esta cidade. Vamos a algum lugar onde ninguém nos conhece e começar de novo. OK? Ele parece sincero, mas é psicopata. Ela sussurra, eu não quero.

Parece que seu mundo acabou de desmoronar. Ele pergunta, você não quer? Ela olha para ele e diz que está certo, eu não quero.

Ele diz a ela que disse que estava diferente agora, não vou lhe dar dificuldades. Não me abandone. Você não deveria me abandonar. Ele implora por ela. Ela diz a ele que não temos esperança. Ele começa a soluçar, sem esperança?

Ela diz que, mesmo se tivermos muito dinheiro, não temos nenhuma esperança. Com você, minha vida está sempre arruinada assim. Então apenas pare. ele tenta engolir seus soluços. Ela afasta as mãos dele e tenta se levantar para sair. Ele continua choramingando. Ela se levanta lentamente e começa a se afastar.

Ele diz o nome dela, mas fica no chão perto do prédio. Ela caminha lentamente até a escada e olha para trás. Então ela entra na escada e fecha a porta. Ele começa realmente a soluçar no chão.

O cachecol ainda está próximo a ele em algum lugar, voa pelo vento. In-kyu parece que está prestes a enlouquecer.

Sun-woo encontra o lanche e liga para Hyun-seo. Hyun-seo começa a correr escada abaixo e recebe a ligação de Sun-woo. Mas ela não responde e não sai por nenhuma porta. Em vez disso, ela corre para o fundo. Mas parece que ele a encontrou? alguém a encontrou.

Então um corpo cai de cima, o lenço fica ao lado deles.

Todo mundo vê esse corpo cair e gritar. Sun-woo também encontra esse local e estrela para caminhar tranquilamente. Ela vê o lenço e vê o corpo sendo levado. Então Yoon-ki chega até ela e diz que eles deveriam ir.

Mas ela diz que precisa confirmar algo. Eu acho que é a pessoa que eu estava procurando. Ele diz que é um homem, não é a pessoa que você está procurando. Vamos lá, não vai ser bom se você ficar aqui.

Ela olha de volta para a ambulância e vemos que a pessoa tem uma tatuagem no pulso esquerdo.

CARRO

Tae-oh aperta um botão para desligar o carro. Ele passa as mãos pelo rosto. Então ele entra em sua casa.

Da-kyung o ouve e caminha para cumprimentá-lo. Ele está no chuveiro e tem um corte no pescoço. Ela vê isso. Ela pergunta, onde você se machucou? Ele o cobre rapidamente e diz que era apenas algo em seu pescoço. Então ele corre para o andar de cima.

Ela parece preocupada. Ele vai para outro espelho no andar de cima e fecha as portas para se dar privacidade. Então ele vê que perdeu o anel. Ele pensa em bater em alguém, talvez Hyun-seo, mas talvez não, e perder o anel.

Da-kyung olha pela casa.

—————–

/ 2 /

MANHÃ

Sun-woo olha para a casa dela. então ela pula quando a torrada aparece. O filho dela desce e pergunta se ela ouviu que alguém morreu na rodoviária ontem à noite? Está em todo o SNS e nas notícias.

Sun-woo finge que não sabe e diz para ele comer. Ele diz que, se essa pessoa foi à estação de trem, deveria ter pulado no trem, é estranho que eles tenham pulado do telhado.

Ela não responde e pergunta sobre o exame dele. Ele diz que as crianças não acham que foi suicídio, o que você acha mãe? Ela diz para ele se concentrar em seu exame.

Ambos sentam no café da manhã.

Enquanto isso, Ye-rim olha para o celular enquanto come na cozinha. Ela diz ao marido que alguém caiu do telhado na estação. Mas ninguém está lá para ouvi-la.

Jae-hyuk parece que ele dormiu lamentadamente em seu escritório e cercado por cerveja.

MANSÃO

Da-kyung coloca sua maquiagem para o dia e alguém a chama enquanto ela faz. Na verdade, pode ser o telefone do marido dela. Ela pensa em responder, mas não responde. No entanto, ela pensa em responder novamente.

No hospital, Sun-woo bate no escritório de Yoon-ki para falar com ele. Ele diz para ela entrar.

De volta à mansão, Da-kyung pergunta a Tae-oh onde ele estava ontem à noite. Ele diz que estava no trabalho. Ela pergunta a que horas ele saiu. Ele diz por volta das 12:30. Mas seu espião lhe disse que ele saiu por volta das 10h30. Essa foi a última imagem na câmera de segurança.

Ele pergunta por que ela está perguntando a ele. Ela diz que ouviu que alguém morreu na estação. Ouvi dizer que é Park in-kyu. Ele pergunta, como você sabe?

Corta para Yoon-ki, ele diz que estava passando pela estação.

Em um flashback, vemos Yoon-ki assistindo Tae-oh deixando sua empresa furioso com alguma coisa. Então ele o seguiu.

VO – Então ouvi dizer que alguém caiu lá. Eu vi você, Dr. Ji.

A pessoa cai, eles estão segurando o cachecol.

SW – Na época em que o acidente aconteceu, você foi lá por acidente e me viu por acidente?

YK – Sim, foi tudo coincidência

SW – Como você sabe que Park In-kyu é o cara morto.

Corta para Tae-oh e Da-kyung.

TO – Como você sabe que o morto é Park In-kyu! Você não vai responder?

De volta a Sun-woo e Yoon-ki.

YK – Eu o vi caindo, ele é o cara que você chamou a polícia por invadir.

SW – Então?

YK – Então eu pensei que não seria bom para você estar lá.

SW – Você acha que eu o empurrei?

YK – Eu não pensei tão longe. De qualquer forma, a polícia sabe que você não tem um bom relacionamento com ele. Apenas no caso de algo preocupante acontecer, é por isso que eu fiz.

SW – Você pensou muito naquele momento? Você é muito rápido.

YK – Sim, eu sou.

SW – É isso?

YK – Por quê? Você tem mais perguntas?

O telefone dela toca, é um número desconhecido. Ela responde, mas não sabemos quem é. Ela pergunta, olá? Olá?

É Hyun-seo! Ela está ligando de um telefone público. Ela diz a ela, doutora, é Hyun-seo, eu estraguei tudo. Sun-woo corre e pergunta onde ela está agora? Hyun-seo diz que ela não fez isso! Não fui eu! Essa pessoa apareceu.

SW – Essa pessoa? Quem?

Corta para Tae-oh conversando com Da-kyung. Ela diz que a polícia ligou para ela. Eles vão investigar você. Ele parece atordoado. Da-kyung diz que Tae-oh foi a última pessoa com quem Park In-kyu conversou. Isso é verdade?

No telefone, Hyun-seo está chorando e diz: foi Lee Tae-oh, ele fez isso. Ela tenta cheirar as lágrimas.

Tae-oh olha para Da-kyung atordoado.

Sun-woo coloca a mão ao lado em choque.

TRABALHO

Tae-oh está em completo estado de choque no trabalho. Ele está basicamente congelado em sua mesa. O espião (da sua esposa) fica olhando para ele.

Da-kyung senta-se em sua área de estar no saguão, pensando em quando Sun-woo perguntou se ela realmente conhece o marido.

Sun-woo está na sala de descanso. Myung-sook ainda está conversando com ela com seu café. Myung-sook diz a ela que ela não deveria ter desistido de seu casamento. Você ganhou sua dignidade, mas não ganhou nada. Sun-woo suspira e pergunta: Você está dizendo que eu não deveria ter me divorciado dele?

Myung-sook diz que não, eu estava falando sobre o vice-diretor. Kim Yoon-ki finalmente recusou a promoção. Você sabe por que ele fez isso? Sun-woo diz, se você está se perguntando, vá ao diretor e pergunte a ele ou faça um acordo com ele para você ser vice-diretora.

Myung-sook diz, não, não posso e me reclina. Sun-woo sai. Myung-sook pensa feliz em se tornar o vice-diretora.

Sun-woo vai para o escritório dela, alguém está lá, então ela tem que desligar o telefone.

—————–

/ 3 /
Corta para Ye-rim, ela está sendo entrevistada pela polícia sobre a pessoa que invadiu a casa de Sun-woo. Eles perguntam se ela já viu esse cachecol antes? Ye-rim pensa no cachecol de Sun-woo.

Então Ye-rim liga para Sun-woo e diz que ela cometeu um erro na polícia. Sun-woo diz a ela que ela tem que sair. Ela fecha a porta do escritório.

Jae-hyuk pergunta a Ye-rim que tipo de erro ela cometeu na polícia. Ye-rim diz a ele que isso não é da sua conta. Então eles entram no escritório de advogados para se divorciar. Ele realmente parece que não quer e finge carimbar e olha para ela, mas ele carimba no final.

Ela diz a ele que é ela quem faz o que ele quer. Eu estou deixando você ir, então seja livre. ele pergunta, e se eu não quiser? Posso rasgar? Não estou confiante em viver sem você. Ela diz para ele parar de fingir. Ele diz que é sincero, mas não funciona.

Ela diz para ele aparecer no tribunal. Ele pede que ela conte sobre a coisa da polícia. Ela diz que não é sobre ela, é sobre Sun-woo.

ESCRITÓRIO

A polícia está no escritório de Sun-woo. Eles perguntam se esse é o cachecol dela. Ela diz que é, ela deu a Hyun-seo. Os policiais perguntam por que Park In-kyu tem em suas mãos? Ela pergunta sim, por quê?

Eles perguntam quando ela viu Hyun-seo pela última vez? Ela diz a eles que a viu na estação. Ela disse que está indo para alguém que ela conhece, então eu dei a ela.

ESCRITÓRIO

A polícia está no escritório de Sun-woo. Eles perguntam se esse é o cachecol dela. Ela diz que é, ela deu a Hyun-seo. Os policiais perguntam por que Park In-kyu tem em suas mãos? Ela pergunta sim, por quê?

Eles perguntam quando ela viu Hyun-seo pela última vez? Ela diz a eles que a viu na estação. Ela disse que ela estavaindo para alguém que ela conhece, então eu lhe dei o cachecol.

O policial diz que está bem, acho que vou ligar formalmente para uma entrevista. Sun-woo diz que ela cooperará com ele, se você tiver mais alguma pergunta, ligue para mim.

Do lado de fora, as enfermeiras e os médicos estão todos boquiabertos com o policial que apareceu. O diretor pergunta o que está acontecendo, então Myung-sook diz a ele que o Dr. Ji conhece a pessoa que caiu na estação. o diretor murmura que ela é uma criadora de problemas.

Myung-sook pergunta se ela pode falar com ele sobre alguma coisa. Então, vamos ao escritório dele. Ele pergunta se pode falar com ela um pouco mais tarde sobre isso? Myung-sook diz a ele que ela merece isso, eu trabalhei duro. Você deveria me dar uma chance. Ele diz a ela que ele quer, mas você não é casado.

Ela pergunta, hein?

Ele diz que ela não tem uma família, então por que você está tão ansiosa para ser promovida? Myung-sook diz que o Dr. Kim também está ansioso para ser promovido. Ele diz a ela que homem e mulher são diferentes. Ela pergunta, então os homens merecem e as mulheres são gananciosas? Não é sobre a posição, é sobrevivência para mim.

Ele pergunta por que ela está fazendo isso agora? Já temos problemas com o Dr. Ji. Mas você quer fazer isso agora? Não parece bom, você parece gananciosa, ok! Então ele murmura sobre como as mulheres são causadoras de problemas. Ela diz que tudo bem, eu sou uma mulher solteira, por isso tentei mais do que os outros. Não tenho família para cuidar de mim e nem marido. Sun-woo, você a demitiu da vice-diretoria devido às coisas da doação e agora você acha que ela é uma criadora de problemas? Você acha que ela é uma criminosa.

Ele diz que não acha que ela é uma criminosa. Ela diz a ele que Ji Sun-woo cuidou de tudo no hospital! Todo o problema! Você não! Você nem faz nada. Mas agora você diz que ela é uma criadora de problemas? Por quê? Porque é solteira? Diga-me por que as mulheres solteiras são causadoras de problemas e o que há de errado nisso!

ele não tem resposta, ela sai.

Ela vai ao escritório de Sun-woo e diz que eles não têm esperança neste hospital! Por que você se divorciou! Sun-woo é como, hein? Myung-sook sai com raiva e um pouco lamentável.

HYUNG-SEO

Hyng-seo está em um jimjilbang procurando tudo o que ela pode descobrir sobre a morte da estação de Kosun. Ela tenta ler sobre todos os artigos e tenta descobrir se é considerado assassinato ou suicídio.

De volta à mansão, Hyo-jung brinca alegremente com sua neta e diz a Da-kyung que eles têm que ir à associação de mulheres. Ela também está um pouco feliz em ouvir todas as fofocas suculentas sobre o que aconteceu na estação. Da-kyung não está interessada em ir. Ela pensa no pescoço ferido do marido e sobe as escadas. Ela pega as roupas sujas da empregada e diz que as lavará, fecha a porta do banheiro rapidamente.

/ 4 /

Da-kyung joga todas as roupas em cima da máquina de lavar e encontra as roupas que tae-oh usava. Tem sangue nelas. Ela também encontra um recibo do estacionamento da estação de Kosun. Ela se lembra dele dizendo que ele esteve em seu escritório a noite toda.

Ela se lembra de vê-lo na casa deles e ele também se lembra dele dizendo que sua esposa usou a namorada para segui-los. Ela está tão chocada que cai no chão e suspira.

A mãe dela liga do andar de baixo para perguntar se ela está vindo?

Em seu escritório, Tae-oh pega seu casaco e sai. O espião o observa.

COLEGIO

Uma das crianças corre para a sala de aula e olha para Joon-kyung e depois tenta morder a língua. Ele conta para outras crianças, então Hae-kang diz a Joon-young que a polícia está aqui para investigar o namorado de sua mãe. Ele é o cara morto na estação.

No-eul se levanta para defendê-lo e diz que a polícia que investiga algo não significa que eles são criminosos. ele poderia ser seu paciente ou poderia ser uma consulta médica. Espalhar boatos como esse é uma coisa muito estúpida de se fazer. Ela o encara. Joon-young sai.

As crianças sussurram que estão namorando.

Joon-young chama sua mãe para fora. Mas seu pai aparece imediatamente e diz para ele entrar.

REUNIÃO DE MULHERES

As senhoras estão todas reunidas em torno de chá e sobremesas. Umas delas começa a falar sobre as fofocas. Mas elas não dizem qual é a fofoca, apenas que é um grande problema no café da mãe. Myung-sook pergunta, você acredita em boatos sem qualquer base?

A esposa de Sa Cha diz que há evidências de que a presença do Dr.Ji foi encontrada em cena. Ela sabe porque o marido investigou. (O marido é senador da cidade). Então ela menciona para você que não os entende, pois não tem filhos.

Ye-rim segura sua língua. A mulher mais velha, CW, diz a eles que precisam ter cuidado com os rumores.

Myung-sook é, de repente, contra essa mulher e diz que isso não está compartilhando informações, são apenas rumores. Ela os encara. Ye-rim fala e diz que ela tem que lhes contar uma coisa. Eu estou indo para o tribunal. Serei uma mulher divorciada um mês depois.

Eles perguntam a ela, sério? Você deveria apenas ameaçá-lo. Como você pode sair? Você não tem um filho. Ele receberá sua lição agora.

Ye-rim diz que não o está ameaçando, ela realmente está se divorciando. Posso dizer que, se você me perguntar, não acrescente sua imaginação a ele. Ela se levanta e diz a elas que, por favor, desculpem e vocês podem falar sobre mim feliz. Ela sai.

Myung-sook diz ao grupo que verá o que aconteceu. Ela sai.

A mulher mais velha murmura que seu encontro quase terminou. (na verdade, ela parecia irritada com a conversa fofoqueira durante toda a reunião e parece feliz no final).

Myung-sook corre para fora para alcançá-la e felizmente diz a ela: Bom trabalho. Então elas andam de mãos dadas alegremente para longe.

—————–

/ 5 /
CAFETERIA

Enquanto isso, Joon-young come em um café com Tae-oh. Tae-oh pergunta como está sua mãe. Ela foi trabalhar? Ele pergunta por que ele está perguntando isso a ele? Tae-oh diz, é claro que ele perguntará, ele quer saber se a mão está o criando bem.

Joon-young pergunta: por que você se divorciou? Por que você voltou? Você é o problema. Você teve o caso e saiu de casa e voltou. É tudo culpa sua. Todos vocês precisam se cuidar, não me incomode.

Ele se levanta com raiva e sai.

AQUELA NOITE

Sun-woo caminha até o carro dela. Ela recebe uma ligação, mas não atende. É de Yoon-ki quem está olhando para ela em seu próprio carro. ele pensa, cara. Ela vai embora. Então vemos que um carro começa a segui-la. Yoon-ki vê isso e parece preocupado.

O carro segue Sun-woo de perto atrás dela. É o espião do local de trabalho de Tae-eul. Mas Yoon-ki o interrompe para que ela possa fugir. O espião sai e pergunta o que ele está fazendo.

Yoon-ki diz a esse cara que eles se conhecem, certo? Eu vi você com o presidente Yeo. Por que você está seguindo Ji Sun-woo? O espião diz que ele não sabe do que está falando. Yoon-ki murmura que isso está ficando engraçado, isso tem algo a ver com a presidente Yeo?

CABINE

Sun-woo vai a uma cabana na floresta para se encontrar com Hyun-seo. As duas se sentam no chão. Ela diz a ela que In-kyu ameaçou Tae-oh.

Vemos um flashback em que ele perguntou a Hyun-seo onde estava Park In-kyu e a pegou e a sacudiu. Ela gritou para ele deixá-la ir.

VO – Eu estava com tanto medo. Eu disse a ele que ele estava no telhado.

Tae-oh vai para o telhado. Seu anel ainda está na escada.

VO – Eu nunca pensei que isso iria acontecer.

O corpo de In-kyu cai do telhado.

VO – Ele fez isso.

Sun-woo diz a ela que ela não viu isso pessoalmente. Hyun-seo diz que ele fez isso, ele matou In-kyu. Sun-woo pergunta se ela acha que as pessoas vão acreditar nela? Hyun-seo diz que sabe que ninguém vai acreditar nela, é por isso que ela fugiu covardemente. Talvez a polícia esteja me procurando? Se eles souberem que eu estava com ele até o último momento, o que vai acontecer comigo?

SW – Você tem evidências de discutir com ele, para que não seja tão bom para você.

HS – Não eu, Lee Tae-oh fiz isso.

SW – O presidente Yeo está por trás de Tae-oh. Ele impedirá que os rumores se espalhem. Você precisa manter um perfil baixo.

Hyun-seo se ajoelha na frente de Hyun-seo e dá o anel de tae-oh.

HS – As pessoas não acreditam em mim, mas acreditam em você. Você pode cuidar disso. Você é o único em quem posso confiar.

Ela entrega o anel. Sun-woo leva isso em choque.

HS – Você vai me ajudar?

SW – Esconda-se aqui até eu ligar para você. Você confia em mim?

Hyun-seo assente. Sun-woo enxuga as lágrimas e depois sai. Ela dirige com determinação todo o caminho de casa. Tae-oh está lá.

Ele caminha até o carro dela e ela sai.

SW – O que houve?

TO – Jantei com Joon-young. Por que você está aqui tão tarde? A polícia me chamou para vir para uma entrevista.

SW – eles já vieram até mim.

TO – Você estava na estação de Kosun ontem à noite, eu vi você.

Flashback para ele vendo Sun-woo na estação andando por Hyun-seo.

TO – Por quê?

SW – Agora você quer me fazer uma assassina?

TO – Cuidado com a boca, a mãe de seu Joon-young.

SW – Você disse: eu sou a mãe de Joon-young e você é o pai de Joon-young, então me diga honestamente. Park In-kyu, você fez isso? * ele se encolhe * alguém viu você indo para o telhado.

TO – Quem disse isso? Min Hyun-seo disse isso? Vocês dois estão me culpando?

SW – Por que eu deveria?

TO – Porque você o matou.

SW – Você foi quem foi ao telhado depois de torturar Hyung-seo e depois In-kyu caiu.

Para – É um ou outro, Hyun-seo fez isso, ou vocês dois fizeram juntos.

SW – O que é isso? Isso é um absurdo.

TO – não é?

SW – eu não ‘.

TO – Você pode dizer isso novamente com o nome de Joon-young?

SW – ei, não coloque o nome dos meus filho em todo lugar. Eu não fiz qualquer coisa errada.

TO – Eu não fiz. Eu só fui lá porque estava com raiva. Eu não fiz isso. Ok, não era você e não seria, então Min Hyun-seo fez isso. Vamos fazer assim.

SW – Você está doido? Você fará dessa pobre garota uma assassina para sobreviver?

TO – Ei, é para você e eu! Você não entende?

Então um carro branco chega. Um Myung-sook bêbado sai. Tae-oh diz a Sun-woo para pensar sobre o que é melhor para Joon-young, ok?

Myung-sook bêbada diz a Tae-oh que ele disse que a faria vice-diretora! Você jashik! Ela joga o sapato nele. Ye-rim ri e a pega para voltar para dentro.

Sun-woo conta que ele acabou de ver Joon-young. Ye-rim diz que eles vão beber um pouco mais, você gostaria de se juntar a nós eunnie?

—————–

/ 6 /
Corta para eles bebendo. Sun-woo chama Joon-young para que ele saiba que ela está com os eunnies ao lado. Ela pergunta se ele precisa de um lanche ou algo para comer e se ele teve um bom jantar. Ele diz que está bem e não se preocupe, ele pode cuidar de si mesmo.

Eles desligam o telefone.

Ye-rim diz a Sun-woo para beber. Sun-woo pergunta o que é a celebração. Ye-rim diz a ela que eles quebraram a associação da mulher e estão comemorando com uma bebida. Estou me divorciando. Tenho o documento pronto e vou ao tribunal amanhã. Um mês depois, eu estarei pronta – não me olhe assim, estou super feliz.

Mas então ela começa a chorar. Myung-sook pergunta por que ela está chorando? Ye-rim diz que é tão fácil se divorciar. Por que eu tive um momento tão difícil. A união do casamento não é nada disso? Eu não tenho mais nada. Eu estou de mãos vazias assim.

Sun-woo diz a ela para se arrumar, não será tão fácil embrulhar tudo. Pelo menos não foi para mim. Myung-sook chorou por ela estar feliz por estar solteira agora. Não chore! e você, nunca perca! E eu vou me refrescar. Brigando! Todos brindam.

Myung-sook diz a Sun-woo para ter cuidado, há um boato de que você é a assassina. Sun-woo toma um gole de vinho e pergunta: isso é verdade?

Myung-sook diz que ela não se importa, Ji Seun-woo nunca se importou com essas coisas de qualquer maneira. mesmo se você o matou, apenas negue. Você é a melhor! Felicidades!

Sun-woo sorri e toma outro gole de vinho.

CASA

Então ela volta para sua casa. Seu filho ainda está acordado, então ela pergunta por que ele ainda está acordado tão tarde. Ele pergunta se ela conhece a pessoa que morreu na estação? Ouvi dizer que a polícia veio.

Ela diz que foi sua paciente, por isso eles vieram.

ele pergunta, você não está nisso, certo?

Ela diz, claro que não.

Ele pergunta, então por que as pessoas suspeitam de você? Sun-woo diz que eles estão entediados. Você sabe, aquelas pessoas que gostam de falar sobre os outros. existem essas pessoas entre seus amigos.

Ele pergunta: por que você não pode viver como uma mãe normal como as outras crianças? E quanto a mim? Por que eu deveria viver assim? Não é minha culpa que você e a APPA se divorciaram e ele se casou com outra mulher. Eu não fiz nada.

Ela o toca carinhosamente na bochecha e na mão e diz que a culpa é deles. Ele afasta a mão e vai para o quarto.

/ 7 /

GAMA DE GOLFE

Da-kyung e seu pai passam algum tempo de qualidade no campo de golfe. Então ele pergunta se está tudo bem com o marido. Ela diz que, sempre que você me pergunta isso, sinto que está checando “minha vida de casada”.

Ele pede desculpas por isso. Ela diz a ele que nem sempre são felizes, mas os casais são assim. Eu não sabia disso antes do casamento.

Ele diz que, se você realmente acha que não é bom, pode encerrar rapidamente, eu posso cuidar de você e Jenny. Ela diz que sabe que ele ainda não gosta de Tae-oh. Ele não é bom o suficiente para você. Mas quero ser responsável pela minha escolha. Não quero dar a todos um tempo difícil para minha escolha.

Você sabe que os appas são importantes para as filhas. Minha Jenny deveria ter appa. Você entende né? O appa dela diz que ele não sabe, mas ele diz isso de brincadeira e eles continuam andando felizes pelo curso de ouro.

YE-RIM

Ye-rim fica chocada ao ver que o marido está dormindo no sofá da casa deles. Ela dispara um alarme e pergunta por que ele está dormindo aqui, você está louco?

Ele diz que quer tomar o café da manhã e a segue até a cozinha. Ela diz a ele que ela está no céu não cozinhando de manhã, então apenas beba água. Ele diz a ela que dormiu tão bem em casa. Ela pergunta se ele vai trabalhar? Ele diz que é, ele só queria parar na casa de Sun-woo. Ela pergunta o porquê.

Corta para Jae-hyuk conversando com Sun-woo em seu escritório. Ye-rim está com ele.

JH – Meu amigo é oficial, então perguntei-lhe muitas coisas desde tarde. Essa história é meio estranha.

SW – O que há de estranho nisso?

JH – A estação de Kosun tem CFTV em todos os lugares, mas naquele dia eles estavam verificando o servidor para que nada fosse salvo pelas 12 horas inteiras.

SW – Era um dia de check-up regular?

JH – Não, foi um erro repentino, não foi planejado. É por isso que a polícia não está concluindo isso como um suicídio, apenas no caso de um assassinato.

YR – Talvez o presidente Yeo tenha tomado conta disso.

JH – Isso não deveria ser, é demais.

YR – Eunnie, você sabe que nessas pequenas cidades pessoas com poder e dinheiro podem fazer muitas coisas. Para alguém como o presidente Yeo, seria fácil controlar o chefe da estação de trem ou a polícia. Direita?

Dirija-se ao Presidente Yeo, olhando para o CFTV original da estação de trem.

—————–

/ 8 /
O presidente Yeo diz a um espião que esse é um segredo entre você e eu. Vamos levá-lo para o túmulo.

Byung-koo pergunta, e Da-kyung?

O espião diz a ele que ela não fez muito depois que Tae-oh foi para casa.

BK diz a ela que Da-kyung não deve saber disso, você deve fazer isso o mais silenciosamente possível.

O espião pergunta se ele acha que encobrir isso é o melhor ou a filha dele. Mas então ele se desculpa.

BK diz a ele que o que ele disse não está totalmente errado, vamos decidir depois que você ver isso.

O espião pergunta, e Ji Sun-woo?

Corta para Ji Sun-woo olhando para o degrau.

Então nós cortamos para Hyun-seo esperando na cabana na floresta. Ela pensa em ligar para alguém, mas não o faz.

Yoon-ki senta-se em silêncio em seu escritório. Alguém liga para ele, ele responde.

RESTAURANTE

Da-kyung e Tae-oh têm uma boa refeição juntos. Mas eles lutam para conversar um com o outro. Ela pergunta se há algum problema? Ele diz que não, você não precisa saber.

Ela diz a ele que há muitas coisas que ela não deveria saber.

Ele diz que é sobre Park In-kyu e é uma dor de cabeça.

Ela pergunta por que ele está com dor de cabeça? Você disse que não tem nada a ver com você.

Tae-oh diz a ela que ele pode ter que levar Joon-young.

Ela o encara e depois diz que não deveria ser, isso é demais. Agora você só fala sobre Joon-young. Onde está o seu anel de casamento? Você não usa mais? E o que há com a marca de sangue na sua roupa! Por que você foi à estação de Kosun? O que aconteceu na estação naquele dia?

Ela começa a chorar e sai rapidamente. Ela vai embora, deixando-o lá. Ele corre e para o carro dela e entra. Ele diz a ela que entende por que ela está fazendo isso. Mas não fui eu. Eu não fiz isso. Eu estava na estação de Kosun. Quando eu fui lá, tudo já estava feito.

Ela diz a ele que ele disse a mesma coisa à polícia. Ele diz que Ji Sun-woo estava lá. Ela pergunta, o que você está falando? Você quer dizer que ela fez isso?

Ele diz que não conhece os detalhes. Ou Hyun-seo fez isso ou eles fizeram juntos. Então eles me mandaram para o telhado.

Por que você não disse a verdade?

Ela é a mãe de Joon-young! Como posso transformar o mãe do meu filho em assassina?

Você está protegendo uma assassina em potencial porque ela é mãe de alguém?

Deixe-me levar Joon-young primeiro, eu não contei porque estava preocupado com você se preocupar com isso. Confie em mim, Da-kyung.

Você deve se comportar de uma maneira que eu confie em você.

—————–

/ 9 /
Em outros lugares, vemos que Hyun-seo está seguindo Sun-woo secretamente.

A cena muda para Yoon-ki comendo com BK. Ele pergunta por que ele está seguindo Sun-woo? Então ele diz a ele que viu Lee Tae-oh naquele dia.

Flashback da estação de trem onde Yoon-ki viu Lee Tae-oh indo embora.

YK – Espero que você não toque em Sun-woo para encobrir o que seu genro fez. Se você for mais longe, terei que dizer tudo o que vi.

BK – Então o que você quer dizer?

Em outros lugares, a Sun-woo entra em um elegante edifício que pode ser um restaurante ou vinícola. Hyun-seo a segue secretamente.

Há uma batida na porta onde Yoon-ki e BK estão comendo. Yoon-ki diz para eles entrarem. É Sun-woo. O presidente Yeo parece surpreso.

No corredor, Hyun-seo a vê entrar no quarto. Ela entra e vê BK lá. Ela suspira e sai rapidamente.

Dentro da sala, Sun-woo come e pergunta se ele queria fazê-la a assassina. Tae-oh é mais suspeito do que eu com base nas evidências e no comportamento.

BK diz a ela que ele não tem tanto poder em Kosun. Não posso alterar os resultados, então por quê?

Sun-woo continua comendo e pergunta: por que não havia CFTV naquele dia? Ele diz que não é policial e não sabe.

SW – Vamos verificar a CFTV na estação de Kosun no dia seguinte, para sabermos quem tirou as imagens do circuito interno.

BK – O que você quer?

SW – Lee Tae-oh e eu. Não deveríamos ser assassinos de qualquer maneira. Porque Park In-kyu cometeu suicídio.

Corta para Tae-oh, sentado em seu escritório, preocupado com tudo. Ele parece tão culpado. Ele sai e atravessa a rua em direção ao carro. Mas então ele sente alguma coisa. A polícia sobe a estrada e para no carro dele.

Um dos policiais sai.

Policial – Sr. Lee Tae-oh, certo? Você deveria vir conosco.

Corta para Hyun-seo ao telefone na delegacia. Ela está conversando com Sun-woo e diz que ela está na delegacia. Ela diz que sente muito por fazê-la ir para lá. Não quero mais pedir-lhe favores. Eu vou cuidar do meu problema a partir de agora.

Sun-woo desliga o telefone parecendo nervosa. Yoon-ki e BK olham para ela e se perguntam o que era essa ligação.

Em casa. Da-kyung coloca sua filha na cama. O marido dela liga. Ela não atende o telefone.

BK também recebe uma ligação durante o jantar. É de Tae-oh. Ele não atende o telefone. a polícia diz a ele que eles deveriam sair.

No jantar.

BK – Talvez algo tenha acontecido com seu plano, Dr. Ji?

Sun-woo respira fundo e olha para Byung-koo.

PREVIA DO EPISÓDIO 12

BK – Eu não ligo para o futuro de Lee tae-oh.

TO – O que devo fazer para que você confie em mim?

HS – Você sabe por que não pude escapar do In-kyu? Porque eu tinha pena dele.

SW – Não era como se ele não fosse assim comigo. Ele parece realizado agora.

DK – Por sua causa, estou suportando tudo isso, porque sou mãe.

YR – Vocês dois estavam segurando isso com força e lutando. Você deveria ter saído primeiro eunnie.

MS – Mesmo que ela o odeie 100%, ainda não há espaço para outra pessoa.

TO – Se eu lhe disser que meu casamento agora é normal e mundano e eu estou cansado disso. Você pode me dizer a verdade também?

Fonte: Dramamilk.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: