27/10/2021

FIND ME IN YOUR MEMORY – EPISÓDIOS 27-30

AHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH

MORAL DA HISTÓRIA: AHHHHHHHHHHHH

Por mim, esse seria o termômetro desses episódios, mas coreanas de Taubaté é conteúdo, então vamos lá. Mas primeiro, preparada o chazinho, relaxa e senta que lá vem textão, e com direito a spoiler, eu preciso externar todo sentimento que tive com esse episódios.

Os diálogos desses 4 episódios foram os mais lindos pra mim, eu não conseguia me conter a cada minuto. O âncora Lee não queria trocar de roupa com medo que quando saísse, a Ha Jin fosse embora. E ele aparecendo no outro dia para pegar roupa que emprestou para ela e disse que esqueceu que ia precisar dela, PARA TUDO GENTE, o homem tem Hipertimesia, ELE NÃO CONSEGUE ESQUECER NADA, vocês conseguem entender a força desse ato? E eu nem tinha me tocado disso, a Thaís que me deu esse toque. Esse homem tem tanto amor, que não cabe nele. Não vou nem tocar na cena do picnic, ele estando no mesmo comercial que ela, comprando a comida que ela mais gostava. Eu morri de vez, meu velório é amanhã, passem lá para tomarmos um café.

Eu quis dar uma voadora no psiquiatra pai, pois ele foi lá e publicou o livro, mesmo recebendo “ameaça” do psiquiatra filho, audacioso esse senhor, a raiva não coube em mim. Psiquiatra filho, se um dia eu desconfiei de você, não lembro, ganhou meu coração quando denunciou seu pai, valeu filhão!

Estava tudo muito lindo né gente? Mas como expectadores assíduos de Find Me In Your Memory, sabemos que a felicidade sempre vem acompanhada de desgraça. Aquele infeliz tinha que ir lá fazer aquela live dizer para a Coréia inteira o passado de Jeong Hoon e Ha Jin, te pego na saída cretino! O resultado disso? Ha Jin perdeu seu papel no drama e retiraram todas as propostas de novos trabalhos e os diretores solicitaram que o âncora Lee fosse retirado de seu função, mas ele foi lá e entregou a carta de demissão.

E aí veio a parte que me desgraçou toda, eu não pude me conter e chorei igual uma condenada, A HA JIN FOI EMBORA, isso mesmo pessoal, EMBORA. E eu quis dar um abraço nessa roteirista, a cena deles dois foi indescritivelmente linda. Então gente, primeiro precisamos entender que, para se estar em um relacionamento, a pessoa precisa estar bem consigo mesmo, e não era o que estava acontecendo com a Ha Jin naquele momento, como ela ia poder amar e ter um relacionamento saudável com o Jeong Hoon, se ela não ia conseguir fazer o que ela amava que era atuar? Ela precisava se cuidar primeiro. E ele totalmente reconheceu isso: “Eu prometi que sempre estaria ao seu lado para te animar, mas me ter ao seu lado só dificultará as coisa agora né?” Naquele momento foi a coisa certa a se fazer. Não encarem isso como egoísmo, mas sim como a busca pelo amor próprio e autoconhecimento. Ha Jin indo embora me solta a seguinte frase: “Não vou chorar hoje, não quero que você se lembre de mim com cara de choro”. Vocês já conseguem imaginar meu estado né? Estirada não BR.

Abrindo um espaço aqui para falar do nosso ship secundário, que cenas fofas gente! estava vomitando arco-íris com esses dois, Il Keon dizendo que ia se candidatar a vaga de correspondente nos Estados Unidos so para ficar perto da Ha Kyung, ai, sei nem o que dizer, maravilhosos.

Dois anos se passaram e nos apresentaram a um novo Jeong Hoon, e que mudança gente! Ele parecia outra pessoa. Uma pessoa leve e feliz, desprendido de seus traumas e contrariando o que o psiquiatra pai pensava, que ele nunca ia superar a morte da ex. Direção e roteiro estão de parabéns com relação a essas cenas, ele não é mais Âncora e sim um repórter de rua, e como sempre fazendo o trabalho dele com excelência. No caminho de casa e ele olha para o outro lado da rua e ENCONTRA A HA JIN, eu comecei a me tremer na hora, não foi fácil sobreviver para escrever esse texto, e o que ele fez? Buzinou? Correu atrás dela? Chamou sua atenção? NÃO! Ele deu um sorriso. EU AMO ESSE HOMEM, É ISSO.

Ponto negativo: eu só consigo enxergar coisas boas nesse drama, mas se realmente querem um ponto negativo, eu diria que o sofrimento, oh drama que me fez sofrer viu? Gastei meu estoque de lenços. Vocês tem algum ponto negativo desse drama?

Ponto positivo: tenho vários, retratação maravilhosa de como se ter um relacionamento saudável, a compreensão de Jeong Hoon com relação a Ha Jin, e ele não foi abusivo, ou fez chantagem para fazer ela ficar, ele simplesmente entendeu, mesmo amando-a e sabendo que ele ia sofrer.

Eu amei ver os atores sem maquiagem, me passou uma atuação muito fidedigna, não sei se foi intencional ou se só tinha acabado a maquiagem mesmo 😂😂😂 mas vê-los de cara limpa me fez sentir uma emoção a mais, como se aquilo fosse real.

Moral da história: já dizia Gabriel Diniz “quando eu notei já era, cai de paraquedas eu tinha tanto espaço, fui pousar logo no seu abraço” tenho certeza que quando cantava essa música, pensava justamente nesse casal. Sabemos que é bem clichê dos dramas, as pessoas terem um passado interligado, mas deixa eu filosofar, de tantas pessoas, eles foram cair no abraço um do outro. Essa semana é o último episódio de Find Me In Your Memory e não estou preparada para me despedir.

ONDE ASSISTIR: KOCOWA E VIKI

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: