27/10/2021

SWEET MUNCHIES – EPISÓDIOS 1-2

AI AI AI JTBC. NÃO BRINCA COM MEU CORAÇÃO, SUA EMISSORA BANDIDA.
Estreou Sweet Munchies, o drama que nós carinhosamente chamamos de triângulo invertido. Por quê? Nesse drama um homem estará no centro (Jung Il Woo interpretando o Park Jin Sung), mas com um homem (Lee Hak Joo interpretando o Kang Tae Wan) e uma mulher (Kang Ji Young interpretando a Kim Ah Jin) “disputando” o seu coração. Isso mesmo. É um triângulo que envolve uma mulher heterossexual e um homem gay.

Esse drama é uma comédia romântica, e que por mais que você tente ler várias sinopses, nenhuma será da forma que irei comentar aqui. O Jin Sung é um chef de cozinha. Ele tem um bar que tem o objetivo de preparar refeições caseiras individuais, ou seja, para cada cliente. Feito com muito amor. De uma hora para outra, seu pai sofre um acidente. No mesmo período, ele fica sem o seu bar. Ou seja, precisando pagar contas de hospital e sem um puto no bolso. A Ah Jin é uma cliente regular no seu bar. Ela é uma contratada e é assistente de direção. Ela planeja um reality show culinário. Nesse show, o diferencial seria de ter um chef gay. O seu objetivo era demonstrar a existência dessas pessoas. Ela, mesmo contra e sem apoio de 99% dos seus colegas (ranço por sempre colocarem ela para baixo), consegue a possibilidade de ter o seu projeto aceito. No entanto, precisa encontrar um bom chef de cozinha, carismático, mas ele precisa ser gay. Será nesse momento que o Jin Sung vai mentir, pois ele se candidata a essa vaga, o que para a Ah Jin é um choque, pois ela já estava de olho nele, e ele de olho nela. Pelo que vi, essa mentira é o que vai nortear o drama e trará muitas tretas. Ele irá conhecer o Tae Wan, que é um designer de roupas que irá ajudar com as suas roupas para o reality, mas o Tae Wan é gay real oficial e vai ficar afim dele. Na primeira, segunda e terceira vez que vi os dois juntos não shippei nada dos dois (e até agora acho que não shippo, mesmo sendo belezeira haha), mas uma fala do Jin Sung me deixou atenta. O Tae Wan vai tirar as suas medidas, e o Jin Sung fala algo do tipo “não sei porque, mas estou incomodado”. E EU EITA EITA EITA. NÃO ME VEM COM DUPLO SENTIDOS QUE EU SOU DAQUELAS QUE CRIO EXPECTATIVAS RÁPIDO. Acendeu um alerta na minha cabeça, mas ainda é muito cedo para saber se virá alguma coisa que pode ser considerada como uma tendência bissexual. Seria ótimo, não é? Mas, expectativas? Temos todas. Hahah Ai ai essa dorameira.

Até onde se sabe, o protagonista é hetero e o shipp é ele (Jin Sung) com a Ah Jin. Euzinha estava doida para ver o que viria nesse drama. Confesso que o primeiro episódio foi indescritível, eu realmente não senti nada. Na verdade, me deu um certo incomodo essa ideia de um chef de cozinha gay, embora eu entenda a proposta. O segundo me deixou curiosa depois da fala do Jin Sung “estou me sentindo estranho”. Além do que, teve diálogos bem interessantes sobre representatividade.

Ponto positivo: Apesar de ser uma comédia romântica e ter um q de “Personal Taste”, acho muito importante ter um novo drama que demonstre uma parte da população. É importante retratar a não heteronormatividade nos dramas coreanos. Outro ponto importante e que reforça isso é que não apenas o Tae Wan é gay, mas o irmão do Jin Sung também é. Assumidíssimo diga-se de passagem. Outro ponto muito legal que achei é que, mesmo a prota sendo sacaneada e colocada para baixo, ela não fica para baixo e por vezes peita mesmo as pessoas. Eu adorei. Ela tem personalidade forte e acredita no seu trabalho. Ah, se você quer ver uma produção que mostre um pouco da produção de um programa, esse drama está mostrando isso e por vezes com cada diálogo interessante. A OST do drama é perfeita. Fotografia também. Amei tudo. Bem cara de comédia romântica mesmo.

Ponto negativo: Fiquei assim sei lá com o lance do chef de cozinha gay, mas nem considero um ponto negativo. O que me incomoda é a mentira dele, mas quero ver onde isso irá chegar. Um ponto que pode ser negativo para mim é isso de instigar a curiosidade e não explorar. Quer falar da bissexualidade? Fale, mas não deixe no ar. Vamos assistir e ver no que isso dará.

Moral da história: Ainda é muito cedo e vou esperar mais episódios serem lançados. Até agora só foram lançados dois episódios. Estou muito curiosa com os próximos episódios depois dos últimos 20 minutos do episódio 2. Haha. Só peço para que não seja chacota. Fico sempre com os pés atrás quando vai se abordar a bandeira LGBTQ+ em produções coreanas, mesmo que seja na JTBC (que é a minha emissora favorita da vida). Então, irei assistir os episódios da semana que vem e voltarei com uma melhor opinião sobre o drama com relação a temática, pois como já citei, o drama tem alguns fatores bem legais de assistir, mas vamos ver como serão abordados, não é?

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: