20/10/2021

THE KING: ETERNAL MONARCH – EPISÓDIO 4

Nesse episódio tivermos grandes momentos, talvez um dos primeiros grandes momentos do drama se esquecermos um pouco o início da história. O drama começou como não quer nada e, na minha opinião, está começando a tomar rumos que se continuarem teremos grandes momentos nos próximos episódios.

Ficção científica e fantasia estão sendo usadas de uma forma muito boa dentro do roteiro desse drama. É uma fantasia que é baseada em algumas teorias científicas que temos atualmente e que funciona bastante. A inteligência do personagem principal reitera muito isso e acaba por nos proporcionar uma imersão maior na história e na sua compreensão. Algumas pessoas podem achar chato as cenas com explicações dele sobre as teorias científicas, mas eu, como um bom nerd e apaixonado por essas coisas, gosto bastante.

Muitas perguntas foram deixadas nesses 4 episódios e mais ainda no episódio 4, em específico. Quem está atento a trama, sem dúvida conseguiu captar. Quando a flauta é usada para a transição entre os universos o tempo é pausado? Nesse episódio tivemos mais uma cena sobre isso, então deve ser. Só que a dúvida que fica é… As pessoas que possuem algum fragmento da flauta ficam “isentas” a essas pausas? Ou será que tem mais alguma coisa por trás? Como que o protagonista conseguiu um crachá de uma suposta pessoa que seria emitido em 2019 no outro universo. Sendo que os eventos, onde ele consegue o crachá, se passa há algumas décadas atrás? Será que teremos viagens no tempo nesse drama ou algo similar? E as dores que o protagonista está sentindo é um efeito colateral do uso da flauta? Será que ele está ligado diretamente à ela? Talvez pelos eventos que são mostrados no episódio 1 onde o tio traidor o atinge no pescoço com um pedaço da fluata?

Os mistérios que estão sendo desenvolvidos com a trama acaba por nos deixar ainda mais fixados na história e ansiosos para saber como elas vão ser explicadas conforme a história irá sendo contada. Até esse episódio a história estava caminhando um pouco lenta, já que eles estavam focando em um desenvolvimento inicial maior dos dois universos presentes na história, mas agora as coisas parecem que vão começar a caminhar.

O ponto negativo é o clichê de base que é bem comum no desenvolvimento de relacionamentos e já estamos cansados de ver. Não é algo que irá incomodar a todos. Não atrapalha em nada e pode até ser legal para algumas pessoas. As vezes uma certa dosagem de clichê no meio de tantos mistérios é algo aceitável.

Moral da história: O drama começou a passos lentos como se não quisesse nada e está começando a florescer com muitos mistérios e um bom desenvolvimento da trama. Eu como um fã assíduo de fantasia/ficção científica estou gostando muito. Espero que os próximos episódios possam manter a qualidade do episódio 4 e o drama só cresça. A proposta é muito boa!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: