27/10/2021

DINNER MATE – EPISÓDIOS 9-12

Mais uma semana passou e tivemos dois ou seriam quatro episódios de Dinner Mate? Sempre me perco nessa contagem, mas vou considerar que tivemos quatro pequenos episódios MARAVILHOSOS desse drama. Uma ou outra coisinha ruim, mas no geral, foram muito bons.

Nos últimos episódios lançados tivemos cenas maravilhosas, seja pelo shipp, cômico ou pelo fã service. Porque a gente gosta, né? Vamos falar a verdade. Nada superou para mim ver o nosso shipp fazendo o que amo. O que é Coreana? Um contrato de “acompanhantes de jantar”. A primeira vez que vejo isso, mas adorei a inovação. Eu adoro um relacionamento por contrato, então quando vi o lance do contrato, quase grito. Justamente para mim, que estava chorando pitangas para as amigas porque estava querendo algo assim, algo do tipo “sair” do que estou vendo atualmente. Mais uma vez, Dinner Mate trouxe para mim o que eu quero e preciso no momento.

Não posso deixar de falar da protagonista, a Woo Do Hee. Gente, eu gosto bastante do jeito espontâneo dela. O que foi aquela cena dela sonhando se pegando com o prota? Quem nunca sonhou pegando o futuro crush? Eu acho que ela passa muito tempo bebendo e espero que até o final do drama ela der uma maneirada no soju, mas ela sendo ela mesma, porque acredita que não se envolverá com ele (já estando totalmente envolvida) é muito bom. O que percebo nas cenas que ela está solta e falando o que quer? Por vezes, algumas pessoas se sentem mais soltas para falar e ser quem realmente é quando pensam que não tem um envolvimento amoroso com outra pessoa. Nos flashbacks vemos que ela tentava não magoar as pessoas, então ela até se colocava em situações desagraveis para não desagradar a outra pessoa. É errado, mas é compreensível. Algumas pessoas quando gostam, acabam por deixar de lado o que gostam/sentem para agradar a outra parte. Compreensível, mas não façam isso. Não vale a pena, como vimos no caso dela.

Nem no caso do protagonista, o Kim Hae Kyung. Pelo pouco que vimos, ele tratava a ex-namorada bem, mas ela acabou por não usar isso bem. Agora, já “liberto” dela, o Kim Hae Kyung está conseguindo dá um basta. Ele até elevou a voz, e a Jin Noh Eul, seu primeiro amor, comentou: “Você o viu gritando comigo? Acho que é a primeira vez que vejo ele gritando comigo. Mesmo quando eu o trai, ele não gritou comigo”. Olha o absurdo. Não sei se aqui é trair de se relacionar com outra pessoa, mas já percebemos que essa personagem não é das melhores. Não me lembro de recentemente ter visto uma personagem como ela. Ela acabou com ele como se não fosse nada, e depois voltou do nada. Exigindo várias coisas e pedindo vários favores. Sem noção ao extremo. Agora. Vou fazer um adendo aqui. É o que parece até agora, mas vamos ver se tudo não muda com uma reviravolta do nada. No entanto, para mim não mudará. O jeito que ela acabou com ele foi péssimo. Tem “n” maneiras de acabar um relacionamento. Dizer que não ama mais e que a pessoa é isso e aquilo é cruel demais.

Já o primeiro amor da Woo Do Hee, o Jung Jae Hyuk, ao que se parece foi para o exterior para se curar de uma doença. Sinceramente, espero que depois que a Woo Do Hee souber disso, se for realmente por causa de doença, que ela não volte para ele. Sinceramente. Qual pessoa namora por seis anos e não conta para a pessoa que ama que está doente? É bem irreal, e não deixa de ser mentira. Então, espero que se rolar isso, que a protagonista continue na sua linha de pensamento. Até porque, vejo como uma incoerência. Ela decidida a seguir em frente e dá um passo atrás.
O episódio acabou com a Woo Do Hee dando um fim nos encontros com o Kim Hae Kyung. A cena foi tão representativa: “Eu cruzei a linha”. Até ela percebeu que estava gamadinha. Woo Do Hee você não tinha esse direito (rs). Acabou tão rápido os encontros. Estavam tão lindos. Acho que a sofrência vai começar agora.

E o personagem do “mendigo”? O ser misterioso. Já percebemos que ele é um personagem que nos trará muitas surpresas. Ele é bem inteligente e a supresa será porque ele vive naquela condição e porque está daquele jeito. Algo me diz que pode sair algo até daquele estado de “mendigo”. As cenas dele com a Nam Ah Young são ótimas. Ele a protegendo no beco escuro, mas para ela não ficar constrangida, diz que é por causa dele mesmo. Bem como ele explicando sobre o café do Panamá. Achei tão fofas. Todas com um ar cômicas, mas que com certeza, o personagem dele pode nós fazer chorar ou morrer de ranço. Ligação com o primeiro amor da Woo Do Hee já sabemos que tem.

Ainda espero que mostre mais sobre o passado da mãe do Kim Hae Kyung. Estou bem curiosa sobre o passado do protagonista.

Pontos positivos dos episódios: Eu adorei a protagonista nesses episódios. Mostrando ela tão liberta, bem diferente de como ela era no passado. Como o Kim Hae Kyung a faz bem, e como ela fez bem para ele também. Também estou gostando, até agora, como estão sendo retratados os primeiros amores. Acredito que não houve forçação para termos ranço ou raiva dos dois até agora. As histórias ali contadas são reais. As personalidades retratadas são mais comuns do que podermos imaginar, e podemos encontrar em algumas pessoas que pensam que tempo é tudo em um relacionamento. E aqui é um destaque para a Jin Noh Eul. Como se namora por oito anos e trata a pessoa tão sem consideração? Eu não quero afirmar, mas para mim beira o abusivo. Some e aparece depois dando ordem e querendo que a pessoa supra as suas necessidades. A interpretação do Song Seung Heon também está ótima. Ele consegue retratar bem a situação apenas com o olhar de “Não estou acreditando no que está acontecendo aqui”. AHHH, o shipp. Continua em dia. Todas as cenas dos dois são ótimas. Muita química.

Pontos negativos dos episódios: Espero que não force tanto nas partes cômicas. Eu realmente gosto de algumas cenas, mas não gosto quando colocam algo cômico na parte das consultas. Entendo que não é fazendo piada ou sendo desrespeitoso, mas não me sinto tão bem. Outro ponto é de colocar os dois protagonistas para tentar novamente com os primeiros amores. Não inventar que o Jung Jae Hyuk sumiu porque não queria machucar a Woo Do Hee. Se ele mentiu/omitiu já está errado. E que, caso ocorra, que a Jin Noh Eul não queria machucar o Kim Hae Kyung (talvez por algo da mãe ou qualquer mentira deslavada ou simplesmente para enrolar plot), até porque ela voltou, e ele não ficou feliz. O efeito foi contrário. Mas, por ser uma escritora as chances de uma enrolação ocorrer são imensas. Vamos aguardar para que tenhamos mais superação dos dois juntos do que ranço deles tentando novamente com os primeiros amores. Na verdade, se essa escritora jogasse terra no tal primeiro amor seria mais legal para mim. Mostrando uma descoberta no destino. Como duas pessoas se encontram sem pretensão, mas acabam virando um o lar do outro.

Moral da história: EU ESTOU GOSTANDO BASTANTE E SURTANDO MUITO. Muito ansiosa pelos próximos episódios. Espero continuar com a sensação de drama bom que estou sentindo nesse momento.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: