05/12/2021

THE KING ETERNAL MONARCH – EPISÓDIO 14

Para tudo! Loucura tem limite. Ou não?

Eu pensei já ter visto de tudo nessa história mas estava completamente enganada. Lee Lim de HOMICIDOU.
O homem é tão ruim que ao ver sua versão do futuro foi lá e matou ela. Eu sempre ouvi frases como: ” hoje nem eu me aguento” mas Lee Lim se superou. Não aguentou e deu um jeito nele mesmo. Tô indo agora, mas na hora fiquei horrorizada principalmente pela forma como a morte do Lee Lim do futuro morreu.

Aí eu pergunto pra vocês, sim porque esse é um texto de perguntas. Respostas não tenho, Sorry!

Qual o sentido agora que o Lee Lim morreu?

E esse esquema da linha do tempo de certa forma permite que ele esteja vivo em algum lugar
E agora, quem poderá nos defender?

E a flauta 2.0 foi atualizada com sucesso. Como ela sabe que tem que ir exatamentepara o dia da traição? Aí esses gadjets modernos. A fantasia quase poderia se tornar ficção científica, e o objeto da flauta ser dotado de inteligência artificial. Talvez tivesse feito sentido se houvesse alguma configuração para a natureza da flauta e como esse poder específico se encaixa. Como está, há alguma mágica de deus ex machina ali.
As tragédias rolando mas ao invés de sofrer eu estava tentando entender o esquema da viagem no tempo e suas consequências. Me desapeguei de procurara lógica utilizada, pois como li em um comentário do Facebook, a Kim Eun Sok utilizou a lógica do amor. Então meu bem, qualquer coisa serve desde que tenha romance. Então, só pra avisar: aqui não tá colando não. Então me ajudem a segurar essa barra …
A rigor, apenas a pessoa que manipula a linha do tempo deve ter lembranças da linha do tempo original. Então, Tae Eul e Yeong se lembram porque eles estavam no limbo no momento da viagem? Mas eles só viajaram entre mundos e não no tempo!
E não vou entrar no merito de que o Rei supostamente andou por aí fazendo todas as coisas acontecerem, alterando eventos, aparecendo e criando memórias novas. Se for esse o caso, as memórias de ninguém deveriam ser alteradas, porque foi o que aconteceu em primeiro lugar. Mas já não espero mais uma explicação sobre viagem no tempo nesse drama aqui, afinal na lógica do romance tudo é possível.
Porém não posso deixar de fora desse texto que não deixaram claro como o tempo passa para o Rei. Que ele é eterno, já sabemos porque está no título do drama mas, se 26 anos equivale a 4 meses no intervalo, por quanto tempo ele fica em 2020? O tempo não parava para todos enquanto ele arquitetava através do espaço e do tempo, mas também não poderia se mover linearmente no mesmo ritmo nas duas linhas do tempo. E então eu vejo um ponto negativo já que estamos na reta final: Vão explicar isso até o episódio 16?

E a Luna queria mesmo matar a Tae Eul? Porque então deixou ela com o celular? Essa personagem é muito enigmática. Não sei mais o que esperar.

Ponto positivo: existe um personagem que é psiquiatra no drama. Logo, esses personagens todos poderiam marcar uma consulta. Terapia é preciso.

Moral da história: na lógica do amor tudo é possível. Porque no raciocínio lógico, as inconsistências vão te limitar e assim será um desafio criar ligações com o drama em questão. De qual time você é? Fantasia pode tudo? Ou mesmo nos universos da ficção é necessário fazer sentido dentro do contexto criado?

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: