28/10/2021

MY UNFAMILIAR FAMILY – EPISÓDIO 6

 Atitudes semelhantes podem ser interpretadas de maneiras diferentes?

Já começo o texto com a moral desse episódio!

“Alô Cleytinho! A casa caiu! (Troque Cleyton por Tae Hyung e o Brasil se funde com a Coréia do Sul).

  Que essa família é cheia de segredos, isso não é novidade, afinal estamos levando tombos desde o primeiro episódio e sinto que isso ainda vai continuar ocorrendo.

  Mas fazendo o paralelo entre as irmãs Eun Joo e Eun Hee, teremos que lidar com perspectivas diferentes sobre o “desconhecido”.

 Tae Hyung, o marido doutor enganou Eun Joo sobre sua orientação sexual e permaneceu casado com ela apesar disso. Enquanto Geon Joo fingiu ser outra pessoa por mais de um ano e depois agiu como se não conhecesse Eun Hee, quando se encontraram. Ele até mesmo passou a noite com ela e não mencionou que já a conhecia.

  A intenção não é comparar os ‘enganos’, mas analisar como o drama faz esses contrastes de forma interessante.

Eun Hee aceita Geon Joo, que além disso é seu chefe (só esse fato já é super problemático), enquanto o casamento de Eun Joo desanda completamente. Os diálogos entre o casal são dolorosos e ambos pareciam querer machucar o outro. Pelo visto, ambos também não gostam de suas origens e possuem muita mágoa disso. A palavra família é usada como arma.

  Eu sei que a vontade de shippar Eun Hee com Geon Joo estava forte até esse episódio, até mesmo com a existência de Chan Hyuk, porém depois dessa descoberta sobre Geon Joo eu já queria discar o número da polícia! Suspeito? Demais! Alerta de perigo! E olha que perseguir um relacionamento romântico com seu funcionário já é péssimo o suficiente.

Mas qual foi a reação da Eun Hee? Ela agiu como se não fosse nada demais, provavelmente porque já está emocionalmente envolvida com ele. Então: “Cadê o Chan Hyuk?”

  Ainda sobre o contraste, ambos, Tae Hyung e Geon Joo, criaram uma identidade falsa para obter algo de outra pessoa, mas o engano de Geon Joo é tido como romântico, então Eun Hee aceita. Uma revelação terminou um relacionamento enquanto a outra iniciou um? Julgar certo e errado nem cabe aqui, porque ficamos perdidas com esses dilemas e sua complexidade. Vamos chamar a Cristina Rocha do SBT?

Quanto a sogra de Eun Joo, mamãe do doutor, uma sensação de angústia aparece junto com ela nas cenas onde ela encontra Eun Joo.

Ela diz que não é a orientação sexual do filho que é diferente do esperado e sim, uma depressão. Se ele tomar remédio, tudo ficará “bem”. E ela com certeza sabia de tudo, mas ficou se passando, fingindo demência. Que mãe que não conhece o filho?

  Tae Hyung claramente tem depressão, tenho até medo das atitudes dele quando está sozinho, mas é justamente por não poder se assumir que ele sofre. O nome do chat que ele fazia parte era ‘armário’. Nesse ponto Eun Joo deixa claro que não é questão de ‘tomar remédio’ ou de ‘cura’.

 Sobre o relacionamento das irmãs, sentimos o coração apertar ao torcer por elas. Ficaram separadas, sem se falar por muito tempo e agora que estavam ao menos se entendendo, o marido de Eun Joo saiu do armário. Tudo ficou abalado entre as duas e Eun Hee ainda foi atrás de descobrir a verdade por conta própria sem a Eun Joo, que pelo que vimos é controladora, saber. Nós sabemos, assim como a irmã mais velha, que Eun Hee fez isso por amor e preocupação, mas a resposta imediata de Eun Joo é atacar Eun Hee. Vamos todos para terapia em grupo? Alguém chama um terapeuta? Socorro!

Eun Hee e Eun Joo têm estilos e abordagens de comunicação tão diferentes para lidar com conflitos. Quando elas vão aprender a se comunicar melhor e a aceitar quem a outra realmente é, sem idealizar uma pessoa diferente na propria irmã?

Em conversa com Chan Hyuk, Eun Joo diz que nem mesmo sabe onde Eun Hee mora. É família desconhecida que chama né?

  E ainda tem o babado do primeiro episódio: Eun Joo é ou não é filha de Sang Shik?

  Falando nele, mesmo que diga que recuperou a memória, Ji Sook não acredita nele e sinceramente, nós também não!Principalmente depois de vê-lo procurar cartas dela. Ele nem mesmo lembra o Sang Shik ranzinza de antes, então penso que ele ainda não se lembrou de tudo.

  Ji Sook conta para Ji Woo que seu pai recuperou a memória e ele fica triste. Acho que gostava do pai meninão de 22 anos. Quanto a se mudar de casa, afinal os pais estão se graduando no casamento, ele simplesmente se recusa. Francamente viu! Alega que as irmãs mais velhas ficaram na casa até quando quiseram, logo ele tem o mesmo direito.

  O que eu vejo como ponto positivo é a forma como o drama instiga a nossa curiosidade sobre os tais segredos, abordando temas sensíveis emboras comuns do dia-a-dia, sem pesar e quebrando esteriótipos como bônus.

  E para finalizar, como se não bastasse todos esses dilemas, na cena final Eun Hee está aos beijos com Geon Joo quando o carro de Eun Joo se aproxima, e ela mesmo beijando outro homem diz quando ela pensou que estava apaixonada, outro som bateu em seu coração e é nesse momento que vemos Chan Hyuk saindo do carro.

Roteirista, amada, sou uma piada para você?

  Agora vamos atualizar o status de quem gosta de quem: Geon Joo gosta de Eun Hee, que parece gostar de Chan Hyuk, que por sua vez gosta de Eun Joo.

Eun Joo é casada com Tae Hyung, e sinceramente ainda não sei se ela gosta dele, mas ele definitivamente não gosta dela, porque tem um caso com o namorado do barista. Tudo certo pessoal?

Só que não! Porque sabemos que nada nesse drama é permanente e tudo muda com o passar dos episódios. Quanto mais conhecemos a família, mais segredos descobrimos e mais perguntas fazemos.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: