27/10/2021

FLOWER OF EVIL – EPISÓDIOS 1-2

Eu gosto de drama assim. Quando eu não espero nada e ele me surpreende. Confesso. Não procurei saber, não vi trailer, apenas algumas fotos, pois não sou fã de dramas que tragam essa vibe de assassinato. Sou uma medrosa assumida mesmo. Então, evito. No entanto, entre a sexta e o sábado estava passeando pelo Viki e vi que tinha 2 episódios de Flower of Evil legendado em inglês e dei o play. Mas, do que se trata o drama Flower of Evil? (Primeiro termômetro sabe como é, né? Tem que colocar a sinopse, vai que alguém como eu não acompanhou muita coisa da divulgação 😊). Após a sinopse venho com mais comentários.

Sinopse: Baek Hee Sung (interpretado pelo Lee Joon Gi) parece o marido ideal. Artesão trabalhador, seu estúdio de metalurgia encontrou o caminho para o sucesso. Capaz de proporcionar uma boa vida para sua esposa e filha, ele é um bom exemplo do que um marido deveria ser. Mas essa fachada perfeita esconde alguns segredos muito sombrios dos quais até sua esposa, Cha Ji Won (interpretada pela Moon Chae Won), ainda desconhecia. Infelizmente, os segredos têm um jeito de revelar e, como detetive de homicídios, é trabalho de Cha Ji Won descobrir o máximo que puder, em sua busca interminável pela verdade. Enquanto investiga um caso particularmente cruel, ela se encontra em um caminho sombrio que pode desmoronar os próprios fundamentos de sua vida feliz. Mas ela está determinada a levar esse psicopata à justiça. Se aprofundando no caso, ela percebe que ele pode ter estado por perto o tempo todo.

Pensei que iria parar logo na primeira cena (medrosa, confesso), mas decidi segurar. Logo após, acho que não tinha nem dez minutos do primeiro episódio aconteceu um diálogo que eu falei: “Pera. Tem coisa boa aqui (amo diálogos inteligentes).” Que fala foi essa, Coreana? Logo no início do primeiro episódio temos o encontro dele com a família. Quando a mãe dele começa a falar mal da nora, ele solta algo como “ela é fácil de manipular/manusear”. Eu fiquei “Que?”. Essa fala não foi jogada de modo aleatório. A partir daí, já vi que a protagonista poderia não ser água de chuchu, o que acabou sendo confirmado no segundo episódio quando ela briga com a criminosa que assassinou a idosa. Ele achar que é o inteligentão, mas ela pode está sim ligada em tudo (seria tudo de bom). Outra coisa, comecei a assistir o segundo episódio no viki e depois terminei de assistir no Drama Fansubs. No drama fansubs não passa a tradução das musicas. Mas, quando passa a cena do primeiro encontro deles na loja que conveniência onde se conheceram, a música que toca fala: “Eu gosto de você. Eu amo você como uma mentira”. Fiquei com a música na cabeça, pois no mesmo momento foca no rosto dele. Os dois flertando, mas a emoção dele é nula.

Ainda é muito cedo para “diagnosticar” (entre aspas, pois, mesmo sendo psicóloga não daria para falar muita coisa com dois episódios) que o protagonista é psicopata. Sei que a vontade de fazer teorias é grande, eu até já tenho algumas, mas visto o burburinho nas redes sociais pensei que muitas coisas tinham acontecido, mas não. É notório, pelo menos para mim, que ele tem um transtorno de personalidade antissocial, mas ainda não sabemos bem qual a magnitude. Ele também pode estar fingindo para encobrir terceiros. Também pode tudo ser obra do diretor para fazer a gente focar em uma coisa, mas ser outra totalmente diferente. Lembrando que: Não é porque você é psicopata ou porque tem traços de psicopatia que vai ser um assassino. Falo mais sobre isso abaixo.

Eu sei que até sem querer, acaba que usamos o termo psicopata para designar alguém que foge um pouco do padrão comportamental. No entanto, gostaria de falar um pouco mais sobre a relação psicopatia e assassinato (serial killers). Segundo artigo publicado pelas autoras Barroso e Cruz (2019) (link do artigo no final desse termômetro): “Apesar de poder possuir características semelhantes àquelas encontradas na maioria dos serial killers (desvio comportamental, impulsividade, agressividade, ausência de compaixão, superficialidade das relações sociais, etc.), não constitui regra o fato de que um psicopata, por estar nessa condição, venha a se tornar um assassino serial; o estudo revela exatamente o contrário: é baixíssimo o número de indivíduos afetados pela psicopatia que, de fato, realizam condutas criminais e, menor ainda, a porcentagem de psicopatas serial killers.” Se um serial killers tem prazer em matar e um psicopata não apresenta emoção, então como essas coisas poderiam está correlacionadas? No entanto, também não sabemos se é isso ou não, mas gostaria de deixar a informação aqui.

Certeza mesmo após os dois primeiros episódios? Provavelmente ele não será o assassino mesmo. Outra certeza? Conexão zero com a esposa, e com a filha pouquíssima, para não dizer inexistente. Para mim, com ambas, ele está encenando. E a mulher dele sabe. Tanto que ela pergunta no segundo episódio: “Que olhar é esse?”. Não sei descrever, mas inicialmente eu tive um desconforto nas cenas dele com a filha. Logo quando iniciou o drama. No segundo episódio, aquela conversa depois da briga com a colega também foi pesada. Sabe-se que pessoas que possuem transtorno de personalidade antissocial, não fazem mal aos filhos, mas a relação é diferente. Alguns veem o filho como um objeto de posse e que querem moldar ao seu bem prazer. O Baek Hee Sung deixou isso claro em alguns momentos (opinião nossa).

Ponto positivo: Roteiro inteligente, fluidez dos episódios. Uma hora é pouco e passa voando. E ainda melhor que é sem encheção de linguiça. Atuação dos atores impecável. As OSTs, principalmente as instrumentais são maravilhosas.

Ponto negativo: O clichê da sogra chata me incomodou no começo, mas vendo o segundo episódio, creio que os pais deles terão mais participação do que apenas falar asneiras. Teorias? Temos um caminhão delas. Outro ponto negativo que gostaria de destacar foi o ataque do Baek Hee Sung no “amigo de infância”. Achei bem estranha a cena. Não achei legal. Desculpa Kim Chul Gyu, mas não dá para deixar passar. Hahahah.

Moral da história: Ainda é cedo para afirmações mais precisas. Vocês acreditam que tem pessoas falando que pode ser mais melodrama do que suspense? Não sabemos ainda, então só quando o tempo passar. Outras teorias: É o psicopata ou não? A prota sempre soube de tudo? Ele fez isso para encobrir o pai? Encobrir a irmã? Muitas coisas ainda não sabemos. A certeza é uma só: Os episódios foram bons e ainda bem que só vi hoje, pois vou esperar pouco, mas provavelmente na quarta estarei assistindo assim que sair.

Fonte do artigo citado no termômetro: BARROSO, Poliana Sampaio Cunha; CRUZ, Mariana de Souza. Correlações entre Psicopatia e Assassinatos em Série. Psicologado, [S.l.]. (2019). Disponível em https://psicologado.com.br/atuacao/psicologia-juridica/correlacoes-entre-psicopatia-e-assassinatos-em-serie . Acesso em 4 Ago 2020.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: