07/07/2022

COMO FUNCIONA O K-POP E COMO FAZER PARTE DESTA INDÚSTRIA

Nos últimos anos o K-pop se tornou mais do que apenas música pop sul-coreana. Desde 2015, pelo menos uma música K-pop ficou presa por semanas em nossas cabeças, assim como também ficou nas primeiras posições das paradas da Billboard. Graças a nomes como BTS e EXO, o K-pop é agora um fenômeno global que está surpreendendo a todos.

Uma rápida pesquisa no Google Trends mostra o crescimento da influência do K-pop na América:

Muitas pessoas se perguntam: o que torna o K-pop tão único?

Além do quesito entretenimento, que é o que público, no geral, espera dos grupos e artistas pop – o ingrediente de sucesso secreto do K-pop está na sua complexidade.

Se você pesquisar a fundo como as agências de entretenimento coreanas funcionam, a estrutura de cada música, a técnica de cada performance – não ficará surpreso que a junção desses vários elementos, fazem dessa indústria um negócio de $5 bilhões de dólares.

Como a indústria K-pop opera no setor musical

Ao contrário de muitos produtores ocidentais, que levam todos os créditos do processo de criação musical – de composição da letra e canção e a produção – você vai descobrir que nenhuma música K-pop foi feita por uma única pessoa. Em vez disso, é um trabalho colaborativo e árduo de vários letristas, compositores e produtores.

Por exemplo, a canção de enorme sucesso do Girls ’Generation “I Got a Boy”, lançada em 2013 e desde então elogiada pela Time e pela Rolling Stone, é creditada a trinta e seis compositores e quinze produtores de todo o mundo.

A prática de trabalhar em parceria com produtores estrangeiros, para trazer um novo som ao K-pop, não é incomum, e a maioria das músicas mais bem cotadas foram criadas em conjunto com produtores estrangeiros famosos como, Will.I.Am e Warren G, entre outros.

Embora possa parecer que todos os méritos são reservados apenas para produtores mundialmente famosos e vencedores de prêmios como Grammy, isso não é totalmente verdade. Muitas agências coreanas estão procurando novos sons, junto com a expertise ocidental e colaboram abertamente com produtores de várias origens. Por exemplo, um famoso produtor musical coreano, Shinsadong Tiger, em uma de suas entrevistas recentes, compartilhou sobre a importância da colaboração na indústria K-pop.

Vídeo de entrevista como o produtor musical Shinsadong Tiger:

Entrando na indústria K-pop como produtor musical

Olhando pelo lado de fora, parece que é quase impossível entrar na indústria K-pop sem contato direto com uma das gravadoras coreanas. Mas as agências coreanas geralmente trabalham por meio de agências estrangeiras que intermediam o contato aos produtores. Isso permite que os produtores tenham contato com mais opções de agências coreanas. Mas mesmo que as agências ocidentais tomem conta da maior parte do processo de seleção, a conclusão de um contrato com um produtor ocidental pode levar vários meses ou até anos dependendo do tipo de idioma falado. Como a maioria dos produtores musicais ocidentais não falam coreano, as agências coreanas precisam ajustar as letras, o que é um trabalho árduo.

Portanto, a compreensão de como escrever uma música que seja compatível com a língua coreana, será uma vantagem absoluta ao trabalhar com produtores musicais coreanos. Embora isso, provavelmente, só possa acontecer por meio da experiência, alguns dos produtores compartilham conselhos online.

Por exemplo, o produtor musical do Reino Unido AZODi costuma enviar vídeos com suas ideias sobre erros a evitar e o processo de escrever k-pop.

Outra forma de produtores musicais coreanos encontrarem parceiros no exterior é através de acampamentos. Quando o K-pop estava apenas começando a espalhar sua influência sobre o mundo, esse método era utilizado apenas por grandes gravadoras como a SM Entertainment.

Hoje em dia, essa prática se estendeu para um maior número de agências e de diversos tamanhos. Alguns campings até combinam K-pop e J-pop para permitir que os produtores de música pratiquem a composição de ambos os gêneros – por exemplo, o acampamento anual de composição de K-pop e J-pop organizado pela Soundgraphics e Palma Music Studios na Suécia.

Imagem do acampamento de composição K-pop da Soundgraphics

A vantagem de participar de campings de composição, é que você já entra na indústria conhecendo outros profissionais e aspirantes a produtores musicais.

Colaborando com produtores de K-pop online

Hoje em dia é mais fácil do que nunca isso acontecer e você, finalmente, poderá entrar para a empolgante e lucrativa indústria do K-pop.

Tem disponível a plataforma de colaboração musical, K-tune, que é focada exclusivamente em K-pop e é construída para permitir que produtores ao redor do mundo colaborem com produtores coreanos.

Na plataforma K-Tune você pode se inscrever gratuitamente e vender sua música

Isso resolve os problemas já mencionados, como idioma e limites geográficos. Com apenas alguns cliques, você poderá encontrar parceiros na indústria K-pop e fazer contribuições para possíveis sucessos futuros.

Com a ajuda do K-tune, os produtores coreanos criam acampamentos online onde produtores globais podem apresentar suas ideias. A partir dessas ideias, os produtores escolhem os melhores que irão participar da criação de uma nova música. E para você saber, o K-tune é organizado pelos principais produtores top de linha, letristas e engenheiros de áudio coreanos. Por exemplo, a principal track master, Glory Face, é conhecido por seu trabalho com Brown Eyed Girls, Twice, GOT7 e Suzy.

Com os acampamentos online emergindo, eventos de composição K-pop e outras oportunidades, fica cada vez mais fácil colaborar com produtores musicais coreanos e dar um passo na indústria. Certamente é bom saber que embora o K-pop, por definição, seja música coreana, está indústria está aberta à trabalhar com produtores globais, novos sons e mistura cultural.

Pelo que sabemos, é seguro dizer que o K-pop continuará evoluindo por meio de colaborações com produtores estrangeiros – e você pode esperar alguns sucessos no futuro, inspirados por diferentes culturas e pessoas ao redor do mundo.

Fonte: Audiomentor.


Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: