07/07/2022

SPOTIFY CONFIRMA CENTENAS DE LANÇAMENTOS DE K-POP REMOVIDOS DA PLATAFORMA EM TODO O MUNDO

Centenas de lançamentos de K-pop foram removidos do Spotify em todo o mundo, enquanto a plataforma de streaming continua tentando chegar a um acordo com o distribuidor Kakao M.

O Spotify foi lançado na Coreia do Sul em 1º de fevereiro de 2020, mas sem música de artistas com contratos de licenciamento sob Kakao M, incluindo IU, Zico e mais.

Agora, os lançamentos distribuídos pelo selo coreano foram removidos do Spotify em todo o mundo. Kakao M distribui uma grande parte da música popular coreana, com 37,5 por cento das canções apresentadas no Top 400 Yearly Song Chart 2020 do Gaon Music Chart sob a empresa.

Em uma declaração dada à NME, um porta-voz do Spotify confirmou que o catálogo do Kakao M não estaria mais disponível para usuários em todo o mundo a partir de 1º de março de 2021 “devido ao vencimento de nossa licença”.

“Temos trabalhado com a KakaoM no último ano e meio para renovar o acordo de licenciamento global, para que a música de seus artistas permaneça disponível para os mais de 345 milhões de ouvintes do Spotify em cerca de 170 mercados ao redor do mundo”, disseram eles. “Apesar de nossos melhores esforços, o acordo de licenciamento existente que tínhamos com a KakaoM (que cobria todos os países, exceto a Coréia do Sul) foi encerrado.

“O fato de ainda não termos chegado a um acordo sobre um novo acordo global é lamentável para seus artistas, bem como para fãs e ouvintes em todo o mundo. Esperamos que essa interrupção seja temporária e possamos resolver a situação em breve. Continuamos comprometidos em trabalhar com os detentores de direitos locais, incluindo KakaoM, para ajudar a expandir o mercado musical coreano e o ecossistema de streaming em geral.”

A matriz da Kakao M também possui e opera o serviço de streaming MelOn, uma das principais plataformas de música digital na Coreia do Sul. Tablo, do Epik High, sugeriu no Twitter que um desentendimento entre a empresa coreana e o Spotify havia levado ao problema.

“Aparentemente, um desentendimento entre nosso distribuidor Kakao M & Spotify tornou nosso novo álbum Epik High Is Here indisponível globalmente contra nossa vontade”, escreveu ele. “Independentemente de quem seja o culpado, por que são sempre os artistas e os fãs que sofrem quando as empresas colocam a ganância sobre a arte?”

Quando o Spotify foi lançado na Coreia do Sul, um porta-voz de Kakao M disse ao Korea Herald: “Ainda estamos conversando com o Spotify [sobre a distribuição de nossas músicas por meio de sua plataforma].”

O usuário do Twitter @lemonphobic compilou alguns dos artistas afetados pelo problema, incluindo IU, Cherry Bullet, Cravity, GFriend, Mamamoo, CL, Nu’est e muitos mais. Você pode ver o tópico completo de artistas aqui e uma amostra abaixo.

Artistas assinados com SM, YG, JYP e BigHit Entertainment (excluindo BigHit Labels) não são afetados pelas remoções.

Fãs relataram que artistas perderam grandes quantidades de streams no Spotify devido à remoção. Uma conta de fã dedicada às estatísticas e atualizações do Spotify do SEVENTEEN disse que o grupo, que assinou contrato com a Pledis Entertainment, perdeu quase 1 bilhão de streams depois que sua música foi removida do Spotify.

Fonte: NME.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores originais e não refletem necessariamente a opinião das Coreanas de Taubaté.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: