20/10/2021

Followers

O que é o Brechó das Coreanas de Taubaté? É onde indicamos aquele drama/filme antigo ou nem tanto, que pode ter passado despercebido, talvez até esquecido no armário, mas que tem o seu valor e merece ser apreciado.

 Followers nos apresenta em seus nove episódios, temas diversificados e que ainda são considerados tabus na Ásia. No primeiro momento, o drama levanta questões atuais e modernas, como o número de seguidores que influenciam na vida das pessoas e o quão solitário é essa busca pela fama. 

A princípio, nós iremos conhecer a vida de duas mulheres completamente diferentes, Limi Nara, uma famosa e bem sucedida fotógrafa do mundo da moda e do entretenimento. Limi Nara é uma mulher acima de tudo independente, sabe o seu lugar no mundo e não está disposta a abrir mão de sua vida. Mesmo com tudo isso, ela se sente solitária e decidi que quer ser mãe solteira e parte em busca de encontrar um homem disposto a doar seu material genético. No lado oposto, nós temos a aspirante à atriz Natsume Hyakuta, vemos as lutas e preconceitos que a personagem passa ao longo de sua vida ao tentar alcançar seus sonhos. Em um determinado momento da trama, Limi e Natsume se encontram por um acaso do destino, e desse momento em diante começamos a acompanhar o amadurecimento delas. Mesmo que a série de início nos mostre as duas mulheres como protagonistas, existe uma abertura, um  espaço para que possamos acompanhar a vida de outros personagem, sendo eles principais ou secundários. A diretora teve o cuidado de desenvolver todas as histórias que ela se propôs a nos apresentar.

A real intenção do drama é mostrar um enredo que dê voz e visibilidade para mulheres. Trazendo como protagonistas mulheres fortes e independentes, que desejam ser elas mesmas, ter sucesso, reconhecimento e felicidade, cada uma delas tem sua história de vida e um objetivo a alcançar. É interessante ressaltar que o drama ainda no seu enredo trata de questões como, a sexualidade, não tendo medo de mostrar a homossexualidade, de forma leve e natural. A vivência dos personagens que são homossexuais, lésbicas e bissexuais, de forma realista deixando de lado estereótipos e ainda nos brinda com modelos drag queens. Retrata questões relacionadas à doença e como o amor não tem idade e muito menos classe social.

Onde assistir: Netflix.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores originais e não refletem necessariamente a opinião das Coreanas de Taubaté.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: