27/05/2022

Studio Dragon cria dramas coreanos relacionáveis a um público global

Diga o nome de um drama coreano de sucesso que está no ar agora – ou um que se saiu bem durante os últimos anos – e esse drama provavelmente foi criado com alguma contribuição do Studio Dragon. Drama atual e de recente sucesso, como Mr. Queen, Awaken, True Beauty, The Uncanny Counter, Start-up, e Tale of the nine tailed, todos produzidos, entregues, divulgados e distribuídos pela companhia de entretenimento sul coreana.

     Studio Dragon é um dos lugares onde a magia dos k-dramas acontecem. A companhia produziu o famoso drama The King: The Eternal Monarch, interpretado por Lee Min Ho e Kim Go Eun, mas também ajudou no desenvolvimento de It’s Okay To Not Be Okay, interpretado por Seo Ye JI e Kim Soo Hyun. Sweet Home e Crash Landing On You são os dois maiores dramas de 2020 produzidos por eles, enquanto a companhia também ajudou no desenvolvimento de dramas como Flower Of Evil e When My Love Blooms. Para quem não conhece o nome, Studio Dragon fazia parte originalmente da CJ ENM, a empresa sul coreana de entretenimento e mídia de massa criada pelo CJ Group.

      “Studio Dragon foi fundado em maio de 2016, quando deixou de ser uma filial da CJ ENM,” disse CK Kang, CEO do Studio Dragon. “Nós estamos comprometidos em produzir dramas ativamente desde 2010 quando nós costumávamos ser conhecidos como CJ ENM’s drama division. Desde então, nós estamos crescendo constantemente, fornecendo conteúdo dramático não apenas para as redes de nossa empresa controladora CJ ENM, como TVN e OCN, mas também para muitas outras redes de tv aberta coreana.”

     De acordo com Kang, a companhia foi criada em resposta à rápida globalização do mercado de mídia. Essa globalização foi vista como uma ameaça à indústria teatral coreana, que dependia principalmente de empresas de produção em pequena escala. Em vez de focar exclusivamente na produção, o Studio Dragon adotou o sistema de estúdio, gerenciando todos os aspectos da produção de forma independente incluindo o desenvolvimento da história, financiamento, controle de qualidade, diversificação, bem como o manuseio e vendas de propriedade intelectual. A empresa formou redes de cooperação como escritores, diretores e produtoras que ajudaram a criar muitos dramas de primeira linha com alcance internacional.

Figura 1 ‘Crash Landing on You’ foi outro drama de sucesso feito pelo Studio Dragon.

“Aproveitando nossas vantagens de recursos estáveis de financiamento e distribuição, o Studio Dragon tem trabalhado com muitas produtoras de drama independentes competentes em um ambiente de negócios mutuamente benéfico,” disse Kang.

   A companhia gerencia atualmente mais de 100 diretores e escritores em suas diferentes subsidiárias e afiliadas.

   “Nós também temos subsidiárias com as quais muitos dos escritores mais talentosos da Coreia assinaram, incluindo Kim Eun Sook, Park Ji Eun, Kim Yeong Hyeon, Park Sang Yeon, Noh Hee Kyung e Song Jae Jung,” disse Kang.

   Novos talentos são ativamente procurados por meio de um concurso de cenário anual, O´PEN, onde os cenários vencedores são transformados em dez dramas de um ato que vai ao ar na TV.

   “Além disso, nossa equipe de desenvolvimento e planejamento está constantemente trabalhando para adquirir um número diversificado de IP (Propriedades Intelectuais),” disse Kang. “somos uma companhia equipada para gerenciar de forma independente a produção de qualidade em cada etapa do processo, incluindo planejamento e desenvolvimento, distribuição e correspondência entre escritores e diretores adequados.”

   Nos últimos anos o mercado global dos k-dramas aumentou drasticamente, o que Kang credita ao mercado de mídia coreana criativamente competitivo.

   “Acreditamos que a competição acirrada no mercado de mídia coreana foi o que permitiu que os k-dramas competissem no mercado de mídia global,” disse Kang. “No competitivo mercado coreano, a qualidade sempre foi o fator decisivo para o sucesso. Isso, junto com uma estrutura de história envolvente e personagens únicos, empurrou os k-dramas para a vanguarda do mercado de mídia global. O público global diz que os k-dramas têm um apelo universal com o qual todos podem se identificar e que é o contado por meio de uma narrativa competente, mas com uma nova perspectiva. Acreditamos que é isso que dá aos k-dramas seu apelo universal.”

Figura 2  O drama de terror ‘Sweet Home’ foi produzido pela Studio Dragon e foi ao ar na Netflix.

Embora plataformas como Rakuten Viki e agora a extinta Dramafever tenham exibido k-dramas por anos para audiências globais, a recente ascensão de serviços de mídia OTT (Over The Top) globais como Netflix desempenhou um papel fundamental na promoção de seu apelo internacional. A Netflix distribui cerca de sete séries Studio Dragon por ano em 190 países.

   “Depois que os espectadores são apresentados a um k-drama, eles tendem a pesquisar por mais, criando um ciclo virtuoso de popularidade,” disse Kang.

   Studio Dragon estabeleceu um escritório nos EUA no primeiro trimestre de 2020 e atualmente está colaborando com empresas como Skydance Media, UCP (Universal Content Productions) e CAA (Creative Artist Agency).

   Colaborações podem promover conteúdo criativo.

   “Existem restrições aos tipos de conteúdo que podemos criar de acordo com o sistema de classificação do Korean Media Rating Board,” disse Kang. “Produzir um programa para a Netflix, por outro lado, não é apenas uma escala maior em termos de produção e orçamento, mas também nos dá maior liberdade criativa.”

   Ao mesmo tempo que conta histórias distintamente coreanas, o objetivo é fazer dramas que sejam atraentes e relacionáveis a uma variedade de públicos.

   “Todos envolvidos no estágio de desenvolvimento trabalham juntos para enfatizar o apelo universal do programa,” disse Kang. “Acreditamos firmemente que todas as pessoas envolvidas na criação de um programa devem saber e entender por que o programa deve ser feito e que mensagem ele está tentando transmitir para que ressoe com o público.

   Ansioso por algum k-drama em 2021? Provavelmente, o Studio Dragon terá um papel importante em entregá-los.

   “Continuaremos a planejar e desenvolver novos conteúdos, expandir nossa propriedade intelectual para aumentar o valor de nosso conteúdo em várias plataformas para a satisfação de nosso público em todo o mundo,” disse Kang.

Fonte: Forbes.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores originais e não refletem necessariamente a opinião das Coreanas de Taubaté.

Maria Luisa
Maria Luisa

20 anos, comecei a assistir K-dramas em 2018 dai pra frente comecei a assistir C-dramas, Tw-dramas e Thai-dramas e amo K-pop, drama favorito: Descendants of the sun (um dos meus primeiro K-dramas)

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: