20/10/2021

Resenha: Hospital Playlist 2

Título: Hospital Playlist 2 / 슬기로운 의사생활 2
Diretor: Shin Won Ho
Roteirista: Lee Woo Jung
Gêneros: Amizade, Romance, Vida e Médico
País: Coreia do Sul
Episódios: 12
Exibido: 17 de junho a 16 de setembro de 2021
Rede: tVN
Idioma: Coreano
Onde assistir: Netflix

Sinopse: Cada dia é extraordinário para cinco médicos e seus pacientes dentro de um hospital, onde coexistem nascimento, morte e tudo mais.

ESSE TEXTO CONTÉM SPOILERS

OPINIÃO

Quem acompanha nossa página nas redes sociais, sabe o quanto estávamos esperando esse drama, fizemos contagem regressiva de 30 dias, fizemos vídeo falando do porquê estávamos aguardando ansiosamente, e finalmente o dia chegou. Dia 17 de junho foi um momento de muito entusiasmo, eu nem estudei nesse dia só para assistir ao primeiro episódio, e de fato, Lee Woo Jung mostrou o porquê de ser tão aclamada na Coreia. O primeiro episódio da segunda temporada foi uma continuação perfeita do último episodio da primeira, o Seok Hyeong recebendo a mensagem da ex-mulher e o Andrea todo felizinho por causa da Gyeo Wool. Hospital Playlist conseguiu manter um ritmo excelente de amizade e apresentação de pacientes e casos, mas tem uma parte desse drama que foi uma pedra no sapato dessa roteirista e parece que nesse momento, a alma saiu do corpo da Lee Woo Jung e qualquer outra roteirista de comédia romântica de 2010 incorporou o corpo da senhora e a fez escrever umas coisas bem fora daquilo que os dramas dela se propõe. Hospital Playist 2 tinha tudo para ser um drama EXCELENTE, mas foi só mediano mesmo.

1 – PERSONAGENS

É um pouco difícil falar específicamente sobre cada personagem dos dramas da Lee Woo Jung, porque são muitos e um dos pontos fortes dessa roteirista, é fazer cada personagem importante, por menor que seja a participação. Mas falando nos amigos, acho que é impossível não amá-los, os 99 são incríveis, cada um com seu jeitinho de ser, são os amores da minha vida. O Jeong Won (Yoo Yeon Seok) um pediatra maravilhoso, acredito que assim como eu, todos amam assistir a interação dele com as crianças, acho a coisa mais bonita desse universo, toda a paciência que ele tem e podemos perceber o quanto ele ama o que faz.

Song Hwa (Jeon Mi Do) uma neurocirurgiã super respeitada em todos os aspectos, uma ótima profissional, amiga e professora. Que mesmo estando ocupada, passando por cirurgias de mais de 15h mas mesmo assim arruma um tempo para orientar as teses de seus alunos. E também para ensaiar com a banda e cantar “lindamente” (risos).

Ik Jun (Jo Jung Suk) o que dizer do político do hospital? Um ser de luz que é um médico extremamente profissional e excelente, um ótimo amigo para todos, que conhece do porteiro a faxineira do hospital e se dá bem com todo mundo, sem contar as fofocas que ele sabe. O moço sabe da vida de todos e de quebra anda é um ótimo cupido, menos para ele mesmo. Amo demais o Ik Jun!

Jun Wan (Jung Kyung Ho) sou suspeita para falar dele porque é um dos meus personagens favoritos do drama, ele tem um jeito todo duro, mas no fundo é um amor de pessoa, esse personagem evoluiu demais desde a primeira temporada, em todos os sentidos, e o Jae Hak (Jung Moon Sung) teve muito crédito nisso, através da amizade deles, o Jun Wan foi aprendendo a ser um médico mais empático e a se abrir mais, mas eu realmente não concordei com o que fizeram com esse personagem e como foi o final dele, Jun Wan com certeza merecia algo melhor.

Por último, mas não menos importante, temos nosso ursinho Seok Hyeong (Kim Dae Myung) uma pessoa extremante calada, que evita intimidade com os outros, e os 99 são os únicos amigos que ele realmente tem, mas que é um profissional maravilhoso, super empático, e trabalha numa das áreas mais sensíveis do hospital que é a ginecologia, onde se celebra a vida, mas infelizmente também pode haver mortes. Que vai ser um das partes mais difíceis do trabalho e apesar de ser homem (digo isso porque temos aquele grande estereotipo de homem ser insensível) ele demonstra muita empatia por suas pacientes e tenta de tudo para manter elas e seus bebês seguros. Aff, como amo esse personagem, e gostei demais da evolução dele no drama.

2 – ROTEIRO

Next week's episode of 'Hospital Playlist 2' delayed | allkpop

Queria poder escrever que achei o roteiro da segunda temporada de Hospital Playlist excelente, mas infelizmente não consigo mentir. Como eu disse, Hospital Playlist 2 começou muito bem, entregando vários casos que nos faziam ficar com o coração na mão, nos emocionar e também nos divertir. Essa segunda temporada foi muito focada em transplante, acho que em todos episódios eles falaram sobre transplante, a importância de ser doador, que você pode salvar vidas fazendo isso. Focou muito em mostrar também a parte humana dos médicos, que apesar de eles serem médicos, mas antes de tudo eles também são seres humanos, que podem ser excelentes médicos, mas quando algo acontece com algum parente, eles podem perder a cabeça. Que também estão suscetíveis a erros e que se desesperam e duvidam de sua capacidade. A Lee Woo Jung também focou naqueles que ficam nos bastidores, mostrou que as enfermeiras são de grande importância, que os médicos da emergência precisam fazer um bom trabalho em estabilizar o paciente, senão, ele nem consegue chegar na sala e cirurgia para passar pela mão dos grande médicos.

Em um momento ela mostrou a diferença de tratamento dos médicos com os pacientes, mostrou que há péssimos médicos, mas que também há aqueles que se preocupam com os paciente, e também focou na parte de pesquisa, mostrando que além de tudo, eles eram pesquisadores ali no hospital. Enfim, cada episódio de Hospital Playlist 2 teve mais de 1h 50min, então se eu for falar tudo o que foi abordado, esse texto vai ficar imenso. Mas um dos casos que ficou marcado em mim foi o da personagem que tentou segurar o bebê, mas não conseguiu e no final teve que abortar. O Seok Hyeong fez de tudo, conversou com o Andrea para tentar salvar a criança enquanto ele cuidava da mãe, mas infelizmente não deu, e então o ursinho fez algo que nunca havia feito, escreveu um bilhete para a mãe onde dizia que “infelizmente coisas más acontecem com pessoas boas”, ah, chorei nessa hora, mas fiquei tão feliz que no último episódio ela voltou ao consultório dele grávida novamente.

Eu entendo que é um Hospital e que óbvio vai acontecer muita desgraça, mas acredito que nos penúltimos episódios, a Lee Woo Jung perdeu a mão e último episódio foi um desastre sem fim. Eu fiquei me perguntando qual foi a necessidade de colocar a mulher do Jae Hak com câncer? Se tem uma coisa eu odeio em um drama, é desgraça desnecessária, as coisas precisam fazer sentido.

O episódio foi extremamente reconfortante, o Jae Hak falando que a esposa dele tentou engravidar, mas não conseguiu e depois de tanto tentar, eles desistiram e ele disse que seu sonho era ser pai, mas o amor pela mulher era muito maior, então, ele não fazia questão de ter filho, inclusive fez todo um discurso do porquê amar a mulher e eu achei lindo. Pois bem, minuto seguinte a gente descobre que ela estava grávida, nossa, foi meu momento, nunca vibrei tanto na vida. Muita felicidade envolvida, até que ela diz que sentiu um caroço no seio, pensei que ia ser alarme falso, mas não, era câncer e ela precisava fazer quimioterapia e teria que escolher entre a gravidez e a vida dela!

Gretchen comemora 2 milhões de seguidores com vídeo de seus memes | Jovem  Pan

Tivemos todo aquele embate dele pedindo para que ela focasse nela e não ligasse para o filho, já que os dois haviam decidido não tem um, e óbvio, ela como mãe, iria optar pelo bebê. Me deu uma dor no coração de ver o Jae Hak naquela situação, achei que foi tão desnecessário com esse personagem. Para que fazer isso? Para dar um clímax na história? Acredito que a imaginação da roteirista ficou bem desfalcada para ela achar que seria legar colocar isso na história. Óbvio que como um excelente ginecologista que o Seok Hyeong é, ele não ia desistir de nenhum dos dois, a opção não de fazer quimioterapia para salvar o bebê não existia e ele foi excelente nessa parte, mas meu ranço já estava nas alturas. Eu dou graças a deus que deu tudo certo com esse personagem, senão, iria explodir a tvN.

E o último episódio foi só ladeira abaixo, pegando o gancho de escrever desgraça desnecessária, ela se segurou firme forte. O episódio 12 teve mais de 2h, e não sei se vocês perceberam, mas parece que foi dividido em duas partes, a primeira hora foi só alegria e os casais confraternizando, e a segunda hora ela quis dar o clímax, um paciente que já havia pulado a fogueira, passado por uma cirurgia no coração e no fígado (não lembro se era no fígado, mas era algo no abdome) tinha voltado depois de três meses para uma consulta e estava tudo verto, do nada dá entrada no hospital com um lesão cerebral e morre (oi?), outro paciente que estava vindo do velório da esposa, deu entrada com uma lesão cerebral também, Song Hwa pediu para a família se preparar porque ele não passava daquela noite, mas magicamente o homem ressuscita.

O paciente que enrolou mais de um ano para fazer o transplante de fígado que a esposa cedeu, finalmente decide aceitar e marca cirurgia, mas nesse meio tempo dá uma hemorragia nele e o cara fica a beira da morte, mas esse também se recupera. E tudo isso aconteceu em questão de segundos eu fiquei me perguntando o que tinha acontecido ali e por que aconteceu tanta desgraça aleatória do nada. Não tivemos tempo de nos conectar com a história, não teve um pano de fundo, simplesmente coisa aleatórias para chocar e tentar fazer o telespectador se emocionar, mas eu só consegui ficar com ranço mesmo (risos).

E não podemos esquecer da paciente do Andrea, quando ele ia entrar na sala de cirurgia para fazer um transplante raro, a cena corta e você fica sem saber o que aconteceu, mas depois sabemos que a menina ficou bem, enfim, cenas extremamente mal conduzidas, e isso me deixou tão decepcionada e frustrada, visto que estava com altas expectativas em Hospital Playlist 2.

Image

Mas… acho que não tenho o que reclamar da amizade dos médicos, os ensaios da banda e as músicas tocadas, Rain and You será minha favorita para todos os sempre.

Eu não sinto mais sua falta
Eu nem quero te ver
Estou esquecendo do nosso amor
Silenciosamente
Mas eu ainda não consigo descobrir o porquê
Meu coração começa a chorar sempre que chove
Quando você saiu
Naquele dia há muito tempo
Estou bem agora
Desisti do amor
Mas por que estou chorando
Como um idiota

Aff, essa música é perfeita, e ela não fala só de um amor romântico, mas também de outras formas de amor. Quando ela começou a tocar no primeiro episódio, apareceu a mãe que havia perdido o filho de 3 anos e desde quando ele havia nascido, passou o tempo inteiro no hospital, então, ninguém do mundo exterior o conhecia, por isso a mãe sempre voltava ao hospital para falar sobre o filho com as únicas pessoas que o conheciam.

3 – ROMANCE

Vamos a parte em que serei odiada, porque irei falar da pior parte desse drama. Como eu disse no início, o drama começou muito bem e ele nos entregou finalmente nosso casal que esperamos por mais de um ano, wintergarden finalmente era real! Nosso ex-padre e a residente maravilhosa da cirurgia finalmente estavam juntos, porém, o negócio começou já me deixando incomodada, eles iriam namorar escondidos e não iriam falar para ninguém POR ENQUANTO, veja bem, ele com mais de 40 anos e ela com mais de 30, iriam namorar escondidos, até aí tudo bem, eles estavam no inicio e não sabiam se ia dar certo. Mas depois, mais de ano se passou e ainda ninguém sabia que eles estavam namorando, quando se encontravam no hospital, pareciam dois adolescentes, quando iam se abraçar e viam que alguém vinha, eles se separavam e começavam a desconversar.

No início eu meio até que gostei, mas depois foi me dando um ranço, ver pessoas maiores de idade agindo como criança, aquilo não me desceu de jeito nenhum, inclusive, estavam tentando empurrá-la para o residente na frente do Andrea, e tipo, ele não falou nada e nem podia porque ninguém sequer sabia que os dois estavam juntos. A Gyeo Wool inclusive sugeriu falar que os dois haviam terminado, óbvio, porque falar isso era melhor do que falar que os dois estavam juntos, enfim, a incoerência. Para ela conhecer a mãe dele foi uma eternidade, o drama terminou e o Andrea não conheceu a mãe da Geyol Wool.

Não havia comunicação, ele deixou de pedi-la em casamento porque ela simplesmente foi para outro lugar dizendo que depois conversaria com ele, aí você pode dizer que a Gyeo Wool tinha o problema da mãe que sofria violência doméstica, mais um motivo para se abrir com o Andrea, sendo que essa era a única coisa que ele havia pedido “nunca deixe de me contar nada, se abra comigo”, e ela fez totalmente ao contrário do que ele pediu. Por falar em violência doméstica, outra coisa que não foi muito explorada, só jogada assim do nada e por isso ficou. Enfim, esse casal foi um desastre só, por mim, se no final eles não ficasse juntos não faria diferença nenhuma. Achei um desperdício total esse casal, poderia ter sido um relacionamento incrível, mas parece que eu estava vendo dois adolescentes namorando, o que não condizia com a maturidade do roteiro.

Vamos falar do ranço mor desse drama, que foi o relacionamento da Ik Sun com o Jun Hwan? Olha, sem condições, preferia nem ter que falar desses dois, mas já que estamos na chuva, vamos nos molhar. Esse casal foi o primeiro que se formou e era meu orgulho, fofos, e eu amava os dois com o todo o meu ser, a segunda temporada começou com eles se amando a distância, cada ligação eram cenas de pura fofura, mas de repente ela ficou doente e tal, e em vez de contar o que estava acontecendo, a mana decidiu terminar com ele com a desculpa de que não o amava mais, e ficou por isso mesmo, sem nenhuma explicação. E para piorar, ela voltou para a Coreia e não o avisou, um ano se passou e simplesmente as coisas ficaram por isso, e Jun Wan sofrendo horrores, nesse um ano ele nem conseguia comer e disse que ainda não tinha superado a ex.

Sinceramente, não entrava na cabeça o porquê dela ter feito, e eu estava esperando uma explicação plausível, mas nem isso o drama me deu, quando ele finalmente descobriu que ela estava na Coreia, óbvio que foi se arrastar para tentar saber o que tinha acontecido, eu o entendo completamente, mas nem uma conversa decente os dois tiveram. Os dois se encontraram no hospital e ela só disse que não queria ser uma preocupação para ele (como é?). Foram para um restaurante, mas cortaram nisso e não deram nenhuma satisfação para o público. Independentemente do que aconteceu, ela como uma pessoa adulta, deveria ter chegado e conversado com ele, e não simplesmente supor as coisas. E no final, ELE AINDA FOI ATRÁS DELE E OS DOIS TERMINARAM FELIZES PARA SEMPRE, sim eu estou gritando, o Jun Wan não merecia isso de jeito nenhum.

Claro que nem tudo foi tão ruim, depois de tanto esperar, nossos casais saíram, Ik Jun e Song Hwa e Seok Hyeong e MinHa. A espera valeu a pena, e eu realmente preferi que os dois casais se formasse no final, porque se fosse para se formar antes e ir ladeira abaixo igual os outros dois, preferia que nem tivesse acontecido então. E uma coisa que é bem caraterística dessa roteirista, ela ótima para formar um casal, tipo, todo o suspense, e tudo o que acontece antes de finalmente se concretizar, se formos parar para pensar, a gente nunca viu um casal dela de fato, a trilogia Reply é mais no suspense de saber quem é o marido das personagens, e quando o casal se forma já é o último episódio e aí termina. Os únicos casais de fato que a gente acompanhou dela foram esses dois de Hospital Playlist, e parece que era outra pessoa escrevendo o roteiro e destoava demais de todo o resto.

Photos] New Stills and Behind the Scenes Images Added for the Korean Drama 'Hospital  Playlist Season 2' @ HanCinema

Os dois beijos que tiveram desses últimos casais foram maravilhosos, nunca pensei que o Seok Hyeong iria entregar cena de beijão, e foi sim, a melhor cena do último episódio e salvou o drama do desastre total no quesito romance. A forma como ele mudou depois de ter começado o relacionamento como a Minha foi bem perceptível e apesar dos dois serem tão diferentes, eles se completam demais.

Ik Jun e Song Hwa tinha que acontecer de uma forma ou de outra, já que a gente descobriu que ela também gostava dele desde o início, e ela mudava visivelmente perto dele, ria de todas as piadas sem graça e tinha outro brilho, então estava na cara, se a roteirista não entregasse esse casal, iria ser bem complicado.

Depois de discorrer tanto sobre o romance, acho que se faz necessário dizer isso, já que podem me “acusar” de não ter gostado do drama por causa de romance, e tenho certeza que não vão ver nossas lives que fizemos do episódio para saber tudo o que falei lá. E vão querer dizer “o dia que dorameira entender que nem tudo é romance, vai aproveitar mais o dramas” e que Hospital Playlist não é sobre romance.

Pois bem, como eu falei nas lives, quando você assiste um drama, não tem como separar as partes, certo? Tipo, se estou vendo um drama policial, mas lá no meio tem um romance, eu não consigo simplesmente apagar da minha memória e seguir vendo os outros episódios. Se o romance de lá for péssimo, por mais que as outras partes sejam excelente, o romance não vai conseguir deixar de ser péssimo, e como somos seres humanos, isso vai influenciar no todo. Com Hospital Playlist 2 é mesma coisa, apesar de ter tag de romance, mas o drama não é focado 100% nisso, mas tem uma boa parte que é só de romance, mostrando os casais e tal, e essas partes na minha opinião, foram péssimas, coisas mal desenvolvidos, sem pé nem cabeça, atitudes de pessoas imaturas. Tanto que se tirarmos essas partes, o drama teria sido quase excelente, mas infelizmente não dá para desmembrar e apagar da memória, então para mim, na parte de romance, o drama só não foi nota dó por causa dos outros dois casais que salvaram a pátria.

Minha nota: 8/10

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Foi anunciado que Hospital Playlist não terá terceira temporada e eu tenho uma leve impressão que a própria Lee Woo Jung sentiu que as coisas não estavam indo como ela costumava escrever e por isso decidiu meio que manter a dignidade e a boa memória do público com a segunda temporada, possa ser que mais para frente possa retomar a terceira temporada, mas por agora acredito que ela vá refletir sobre as coisas que descambaram nessa segunda parte. Até os próprios coreanos sentiram que estava alguma coisa muita estranha com o drama, apesar de muita gente não consegui dizer o que era, mas o fato é que realmente passou essa sensação, para quem assistiu além do surto e tentou ter um olhar crítico

Hospital Playlist 2 não foi o drama ruim, longe disso, mas também passou longe de ser excelente se comparado a primeira temporada. Também não podemos negar que o drama foi um sucesso com os patrocinadores, vocês viram que a cada episódio aparecia um patrocinador diferente? E a audiência também foi bem boa.

Com relação ao tema principal que era as amizade e o relacionamento interpessoal de todos, a roteirista sempre consegue suprir nossas expectativas, eu sempre digo que os dramas dela tem um tema só, e o resto é só um pano de fundo, o drama pode se passar em um hospital, mas não espere que se aprofunde nas coisas hospitalares, porque o importante ali são os relacionamentos entre as pessoas, o drama vai se passar em uma cadeia, não espere mostrar a corrupção e as coisas administrativas, não, o foco ali é o relacionamento das pessoas, sempre foi assim e sempre será. E o mesmo vale para o outro roteirista que escreve junto com ela, o Jung Bo Hon, o roteirista de Prison Playbook e Racket Boys, não esperem focar no jogo, o foco ali é mostrar o RELACIONAMENTO DAS PESSOAS, você sabendo isso, evita frustração de achar que o drama ia mostrar uma coisa e mostrou outra, e até lhe ajuda a entender mais sobre o próprio drama também.

Gostaria que o drama tivesse sido excelente, porque antes de escrever e falar sobre drama, eu sou dorameira e também gosto de assistir drama, não começo uma história esperando ou achando que seja ruim, muito pelo contrário, quero seja boa para valer o tempo gasto, mas infelizmente não foi dessa vez Faro. Porém, recomendo Hospital Playlist 2 e falo que tire suas próprias conclusões. Para quem quer saber, o drama estreia dia 28 de outubro de 2021 na Netflix.

Para quem quiser assistir nossa resenha da segunda temporada.

E é isso, pessoal? Quem assistiu Hospital Playlist 2 o que achou? Deixem seus comentários e vamos conversar.

Vivian Kelen
Vivian Kelen

Assisto dramas desde 2018 e “para todos os garotos que já amei” me trouxe até esse mundo. Minha missão nessa terra é espalhar a palavra da dramalandia. Meus dramas favoritos são Black Dog e Stove League. E não se esqueçam, amem Stray Kids.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: