26/11/2022

Dispatch revela gravação de áudio perturbadora supostamente da CEO da HOOK Entertainment ameaçando matar Lee Seung Gi

Em 23 de novembro, o Dispatch lançou uma gravação de áudio perturbadora supostamente da CEO da HOOK Entertainment, Kwon Jin Young, na qual ela ameaça passar o resto de sua vida tentando “matar Lee Seung Gi”.

Segundo o Dispatch, o áudio foi gravado por um funcionário durante uma reunião. A reunião ocorreu depois que a HOOK Entertainment deu a Lee Seung Gi seus registros contábeis conforme o pedido do cantor.

O áudio e uma tradução do que é dito são fornecidos abaixo. Alertamos que o áudio contém linguagem chula e perturbadora.

O áudio começa com alguém que supostamente é a CEO da HOOK Entertainment, Kwon Jin Young, falando ameaçadoramente sobre si mesmo e do que ela é capaz quando está com raiva. Um executivo da agência tenta acalmar a CEO, mas a pessoa que supostamente é a Kwon Jin Young pode ser ouvida dizendo ao Executivo “Cale a boca”.

CEO: “Sou o tipo de pessoa que quando fico muito brava, fico muito calma e lógica. Eu fico muito afiada. Mas eu preciso ficar muito brava. Se não estou tão brava, apenas grito: “Ei, filho da puta! Chega a ponto de até eu me assustar. Essa tem sido a minha doença desde que eu era jovem. Eu me torno tão assustadora e insensível que as pessoas diriam que eu me poderia me tornar uma assassin e um ser humano muito mau. Eu fico muito assustadora, e agora estou começando a ficar assim. Agora que ele não está se segurando e pediu nossos registros contábeis, parece que ele realmente não está se segurando.
Executivo: “Não, não é isso”.
CEO: “Cale a boca, pare com isso”.

A pessoa que supostamente é a CEO da HOOK Entertainment, Kwon Jin Young, então faz um discurso onde ela ameaça matar Lee Seung Gi.

CEO: “Juro em meu nome que vou matá-lo. Vou passar o resto da minha vida tentando matar Lee Seung Gi. Aquele filho da puta. Eu Juro”.
Executivo: “CEO Kwon”
CEO: “Cale a boca, pare o que está fazendo. Vou passar o resto da minha vida tentando matá-lo.

A pessoa que supostamente é a CEO grita com o gerente de Lee Seung Gi.

CEO: “Ei você, saia. Seu filho da puta.
CEO: “Ei, deixa pra lá”.
Executivo: “Ok, vou deixar para lá”.
CEO: “Eu realmente vou matá-lo”:

A pessoa que é supostamente a CEO Kwon Jin Young é então ouvida culpando sua equipe de contabilidade pelo incidente envolvendo os registros contábeis de Lee Seung Gi.

CEO: “Quero dizer, o que há de errado com isso (registros contábeis)? E cale a boca, não diga uma palavra de agora em diante”.
CEO: “Ei (gerente de Lee Seung Gi), me escute. Park XX (funcionário da contabilidade)! Ei! Mandamos o Park XX fazer isso, mas foi ele quem não fez. Ele não fez isso porque aquele maluco não queria trabalhar. Ele não nos deu os registros. Eu disse que iria provar que foi isso que aconteceu, então por que você está agindo mal? Huh? É a verdade”.

De acordo com o Dispatch, o gerente de Lee Seung Gi então se levanta e sai da sala de conferências. No áudio, pode-se ouvir o gerente de Lee Seung Gi dizendo que está saindo enquanto um executivo da agência o consola.

Gerente: “Eu realmente não posso mais fazer isso. Vou embora”.
Gerente: “Eu não vou fazer isso. Pare com isso. Eu realmente fiz o meu melhor”.
Executivo: “Eu sei, eu sei”.
Gerente: “Você não sabe o quanto eu trabalhei. Não marcamos essa reunião para conversarmos? O que eu fiz errado?”
Executivo: “Você não fez nada de errado. Vamos embora”.

Um suposto gerente pode então ser ouvido desmoronando e chorando enquanto confidenciava ao Executivo.

Gerente: “Eu realmente trabalhei duro nos últimos 9 anos”
Executivo: “Eu sei, eu sei”.
Gerente: “O que você sabe? Eu sempre fui perseguido e na frente de todos (a CEO) dizia que Lee Seung Gi estava acabado. Como posso trabalhar quando ela diz: ‘Escolha a quem você vai ser leal com sabedoria’, fui capaz de suportar isso então.

Fonte: Koreaboo

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: