08/08/2022

‘Do You Like Brahms?’ Está Lento?

Já começo dizendo que não, li alguns comentários que estavam reclamando da lentidão do drama, me pergunto se estamos vendo a mesma coisa. Então vamos lá, que vou pontuar algumas coisas sobre ‘Do You Like Brahms?’.

Começando que essa é a dinâmica dele, pensei que fosse bem óbvio, mas pelo visto não. Apesar da “essência” do drama ser mais CALMA, em dois episódios acontece muita coisa, tanto que, só faltam 4 episódios para acabar, e eu quero ver como vão resolver todo o caos causado nessa última semana. 

A ambientação inteira é extremamente “passiva”, se você prestar atenção, nem os “vilãos” tem atitude agressivas, todos são bem calmos, fala mansa. O único que foge um pouco da curva é o Sung Jae (o gerente do Joon Young) ele já tem uma fala mais rude, mas ainda sim você percebe que é contida. Não preciso nem falar da Song Ah, né? Joon Young é a mesma coisa, mesmo quando ele tenta impor-se, conseguimos notar como o personagem é extremamente calmo. Jung Kyung e Hyun Ho também, mesmo com toda a turbulência do casal, as cenas deles são mais calmas, mas ainda sim lhe causa um impacto, e é o que eu gosto bastante em ‘Do You Like Brahms?’ O roteiro consegue lhe causar todas as emoções sem barraco, não estou dizendo que não gosto das tretas mais acaloradas (adoro por sinal, meu estilo favorito), mas o ritmo desse drama é outro.

O que falar das OSTs, encontre uma música agitada e falhe miseravelmente, novamente não estou dizendo que é ruim, só estou tentando mostrar que essa é a dinâmica de ‘Do You Like Brahms?’ e é impossível esperar algo diferente daquilo que o drama está se propondo desde o começo.

Nos episódios acontecem muitas coisas, só no 11 e 12 a Song Ah foi feita de trouxa umas mil vezes (não é novidade nenhuma), pai do Joon Young atacou novamente, Sung Kyung se enfiou em treta com sua tutora, ambos Song Ah e Joon Young conheceram as respectivas famílias, fofoca começou a rolar solta sobre o namoro dos dois, enfim, mil e uma coisas. O que nos leva ao cerne da questão, há uma diferença muito grande entre, o drama ser lento e ele não fazer seu estilo, e aí vai de cada um, mas primeiro precisamos entender o que o roteiro e ambientação propõem, para poder realmente falar que o drama é lento ou que não acontece nada. 

Porém, em minha opinião, há dois pontos negativos que gostaria de salientar, um já vem me incomodando há bastante tempo, e eu percebi que é o estilo do diretor ou roteirista, seja lá quem for o responsável por essa parte, que são os cortes de cena. Quando se tem isso, não consigo ter sensação nenhuma de continuidade, e confesso que me deixou bem frustrada com relação ao desenvolvimento do drama. O que aconteceu depois que eles se abraçaram na sala de ensaio? Qual foi a continuidade da confissão do Dong Yoon para a Song Ah? Como ela saiu da casa do Joon Young naquela noite? O que a mãe e irmã da Song Ah falaram para ela depois que encontrar os dois juntos? Entre muitos outros, sei que isso é respondido mais para frente, e eles retomam o que foi dito, mas em minha mente, isso não encaixa, preferia que houvesse continuidade de cena e depois fosse retomada, do que essa quebra bem no meio, para mim corta todo o clima.

‘Do You Like Brahms?’ Não é melodrama, mas está pior do que novela mexicana, misericórdia minha gente. Para que fazer tudo isso? Sei que quer mostrar todos os obstáculos que todo mundo enfrenta, mas está demais (risos). Porém, não é algo que me deixe muito incomodada, e como eu disse, quero ver como vão resolver todo o caos dos episódios dessa semana, estarei aguardando com minha pipoca.

Então, por hoje só, espero ter ajudado a clarear a ideia de vocês sobre o andamento de ‘Do You Like Bramhs?’ Se não ajudei, lê de novo o texto porque deve ter lido errado (risos). Brincadeiras a parte, deixo aqui todo meu amor por esse drama que já está na reta final, até a próxima!

Posts relacionados:


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores originais e não refletem necessariamente a opinião das Coreanas de Taubaté.

Vivian Kelen
Vivian Kelen

Assisto dramas desde 2018 e “para todos os garotos que já amei” me trouxe até esse mundo. Minha missão nessa terra é espalhar a palavra da dramalandia. Meus dramas favoritos são Black Dog e Stove League. E não se esqueçam, amem Stray Kids.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: